nsc

publicidade

Série B

Figueirense esbarra na trave do Londrina e em falhas nas finalizações

Alvinegro joga mais de um tempo e meio com um a mais e empata no Orlando Scarpelli 

20/07/2019 - 10h50

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Figueirense empata com o Londrina no Scarpelli
Figueirense empata com o Londrina no Scarpelli
(Foto: )

O Figueirense empatou em 1 a 1 com o Londrina na noite de sexta-feira e perdeu a chance de pelo menos dormir no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado tem gosto de derrota para o Alvinegro porque o time jogou grande parte do confronto no Orlando Scarpelli com um a mais. No entanto, só conseguiu furar a defesa paranaense apenas uma vez e esbarrou nas falhas nas finalizações.

- De fora com um jogador a mais você acha que as coisas vão acontecer com naturalidade. Mas eles conseguiram se defender. Tivemos perto do resultado positivo. Mas foi melhor que a derrota - tentou se contentar o volante Zé Antônio, em entrevista à CBN Diário depois da partida.

A partir dos 15 minutos de partidas, o Figueira passou a jogar com um atleta a mais. Ex-jogador do clube, Breno recebeu o segundo cartão amarelo ao conter uma boa investida de Rafael Marques e foi para o chuveiro bem mais cedo. Desde então o Alvinegro tomou conta do campo de ataque e empurrou o adversário atrás. Mas uma bola longa da defesa virou contra-ataque bem acabado com Safira. O Figueira voltou do intervalo mais agressivo e alcançou o empate com Victor Guilherme, um dos bons nomes da equipe na partida.

- É complicado porque o adversário faz duas linhas de quatro e ficou mais atrás. Ai faltou mais inspiração, porque transpiração não faltou. Faltou um bom passe, uma escapada. Faltou criatividade e de ser agudo para chegar no gol do Londrina. No segundo tempo botamos quatro jogadores na linha de ataque. Fizemos o gol cedo e faltou efetividade e tranquilidade para sairmos com a vitória - analisou o técnico Hemerson Maria.

Todas as mudanças do técnico Hemerson Maria foram para dar mais força ofensiva ao time - entraram Robertinho, Andrigo e Matheus Lucas nas vagas de Zé Antônio, Fellipe Mateus e Willian Popp, respectivamente. Ainda assim, o time da casa não conseguiu criar uma chance clara. Ainda, as finalizações que teve foram bem aproveitadas. Foram 16 em toda a partida, e apenas cinco foram certas.

- Jogamos com um a mais praticamente 80% do jogo. Tentamos, não nos omitimos. Não jogamos contra um time bobo. Mas infelizmente não conseguimos, tentamos fazer nosso papel. Já jogamos em outras oportunidades com atleta a menos e, organizado, é dificil entrar. Nosso objetivo é estar no G4 o mais rápido o possível, mas que seja até o final do campeonato - ponderou o meia Tony.

A próxima rodada será toda disputada na terça-feira. O Figueira vai enfrentar outra equipe paranaense e novamente no Orlando Scarpelli. O adversário é o Paraná Clube, às 19h15min.

Veja mais notícias e opiniões sobre o Figueirense.

Deixe seu comentário:

publicidade