publicidade

Esportes
Navegue por

PARABÉNS! 

Figueirense vence Botafogo-SP pela Série B, com Scarpelli em festa pelos 98 anos

Rafael Marques e Ruan Renato marcam os gols da festa alvinegra na véspera do aniversário

11/06/2019 - 21h07 - Atualizada em: 11/06/2019 - 21h11

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Figueirense vence o Botafogo-SP e cola no G-4 da Série B
Figueirense vence o Botafogo-SP e cola no G-4 da Série B
(Foto: )

Vitória para comemorar os 98 anos. O Figueirense venceu o Botafogo-SP na noite desta terça-feira e deu de presente à torcida a proximidade com o G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, na véspera do aniversário. Mais que isso. O triunfo por 2 a 1 contou com um futebol ofensivo, de domínio. Nem mesmo com a abertura do placar na metade do primeiro tempo o Figueira deixou de atacar, tampouco quando sofreu o empate na etapa complementar. Lembrança para a torcida e para Rafael Marques e Ruan Renato, que fizeram de seus primeiros gols com a camisa alvinegra o do triunfo, diante de 5.447 torcedores, melhor público no Orlando Scarpelli na competição.

A Série B volta em pouco mais de um mês, após o término da Copa América, que inicia na sexta-feira. A nona rodada está prevista para o dia 13 de julho. Nela, o Figueirense enfrenta o América-MG como visitante.

O jogo

O Figueirense começou como o previsto, com a volta de Betinho e Rafael Marques no ataque, nas vagas de Zé Antônio e Matheus Lucas, respectivamente, e jogando na frente. O donos da casa se adonaram também do campo ofensivo e da bola. Aos 6, o goleiro Darley foi obrigado a trabalhar. Fellipe Mateus mandou uma lajota no ângulo que não entrou graças a ponta dos dedos do guarda-metas do Pantera. Apareceu de novo, mas com tranquilidade, para abraçar a redonda depois de arremate fraco de Tony, aos 19. A esta altura, o Botafogo-SP já começava a equilibrar a partida. No entanto, o Figueira seguia superior.

Aos 23, Rafael Marques tentou completar cruzamento rasteiro e só não teve sucesso porque foi travado pela marcação. Mas no minuto seguinte o centroavante conseguiu seu primeiro gol com a camisa alvinegra. Com velocidade e técnica, Willian Popp disparou pelo lado esquerdo, foi no fundo e colocou encontrou o camisa 9 sozinho na pequena área. Ele só cutucou na frente de Darley antes de abraçar o companheiro e comemorar a inauguração do placar. Mesmo na frente, o Figueirense continuou em cima e aos 29 o segundo não aconteceu porque o chute de Tony, com o goleiro fora da jogada, foi bloqueado pela cabeçada de Leandro Amaro na frente da linha.

O Figueira seguia em cima e a trave evitou que a vantagem fosse ampliada. Aos 43, Popp recebeu dentro da área e mandou cruzado e colocado. Ficou no ferro. Na volta do intervalo, o adversário retornou com duas mudanças. Com elas, o ataque do Botinha passou a contar com dois ex-Figueirense: Rafael Costa e Henan, que entrou para jogar o segundo tempo. As ações se equilibraram. Aos 11, Rafael Marques quase chegou ao segundo, em um lance parecido com o gol: Popp disparou pelo lado esquerdo e botou na pequena área para o centroavante. Mas desta vez Darley estava em cima para evitar e, na sequência, Fellipe Mateus mandar o rebote para fora.

Então o Botafogo-SP levou sorte. Quatro minutos depois um cruzamento na área alvinegra teve Henan disputando pelo alto com os dois zagueiros. A bola sobrou limpa para Rafael Costa encher o pé e as redes do Scarpelli. O empate não abalou o Figueira, que manteve a posse e a busca pelo gol. Postura reforçada com a entrada do atacante João Diogo na vaga do meia Fellipe Mateus, e depois com Juninho no posto de Rafael Marques - para renovar o fôlego. Aos 26, Denis apareceu bem para abafar uma bola nos pés de Rafa Costa, quando outra vez ela sobrou para ele livre de marcação. Ainda assim, o Figueirense seguia superior. Superioridade premiada.

Aos 33, Tony botou escanteio alto no meio da área para que o zagueiro Ruan Renato fosse no último andar para cumprimentar Darley antes de celebrar o seu primeiro gol com a camisa alvinegra. A postura do Alvinegro não mudou. Nem mesmo aos 44, quando Pereira entrou na vaga do atacante Willian Popp. O que o Figueirense fez foi permitir ao torcedor a saborear o presente de aniversário ao clube. Vitória marcada com "parabéns para você" na saída dos jogadores após o último apito.

FICHA TÉCNICA - Figueirense 2 x 1 Botafogo-SP

FIGUEIRENSE

Denis; Alemão Teixeira, Alemão, Ruan Renato e Matheus Destro; Patrick, Betinho, Fellipe Mateus (João Diogo) e Tony; Willian Popp (Pereira) e Rafael Marques. Técnico: Hemerson Maria.

BOTAFOGO-SP

Darley; Lucas (Lucas Mendes), Luiz Otávio, Leandro Amaro e Pará; Jonata Machado (Henan), Willian Oliveira e Marlon Freitas; Murilo, Júlio César (Nadson) e Rafa Costa. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS: Rafael Marques, aos 24 do primeiro tempo, Ruan Renato, aos 33 do segundo tempo (F). Rafael Costa, aos 15 do segundo tempo (B).

CARTÕES AMARELOS: Lucas, Marlon Freitas, Murilo e Pará (B).

ARBITRAGEM: Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado por Magno Arantes Lira e Leonardo Henrique Pereira (trio de MG).

BORDERÔ: 5.447 torcedores, para uma renda de R$ 105.616.

LOCAL: Orlando Scarpelli.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação