O filho caçula do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luís Cláudio Lula da Silva, de 39 anos, foi acusado de agressões frequentes pela médica Natália Schincariol, com quem se relacionou por cerca de dois anos. O relacionamento dos dois teria durado até os episódios de violência doméstica terem se intensificado.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O boletim de ocorrência (BO) eletrônico foi registrado pela médica nesta terça-feira (2), na Delegacia da Mulher em São Paulo. Em seguida, ela prestou depoimento por videoconferência, na qual foi confirmada sua identidade.

O BO foi obtido com exclusividade pelo Metrópoles. Nele, Natália narra que “as agressões são de natureza física, verbal, psicológica e moral” e que Luís Cláudio deu “uma cotovelada na barriga” dela “em uma das brigas no final de janeiro deste ano”, quando ele teria se recusado a entregar o celular da companheira.

Luís Cláudio compartilhou no Instagram uma nota sobre o assunto, assinada por Carmen Silva Costa Ramos Tannuri, advogada dele:

Continua depois da publicidade

“Na condição de Advogada de Luís Cláudio Lula da Silva, tomamos conhecimento das fantasiosas declarações que teriam sido proferidas pela médica, atribuindo ao nosso cliente inverídicas e fantasiosas agressões, cujas mentiras são enquadráveis nos tipos dos delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por reparação por danos morais, motivos pelos quais serão tomadas as medidas legais pertinentes”.

*Com informações do Metrópoles.

Destaques do NSC Total