nsc
    dc

    Cultura

    Florianópolis é a capital com maior percentual de trabalhadores em atividades culturais 

    Pesquisa divulgada pelo IBGE também traz informações sobre gastos das famílias com cultura e acesso a museus e cinemas 

    06/12/2019 - 16h21 - Atualizada em: 06/12/2019 - 16h22

    Compartilhe

    Por Ângela Prestes
    cultura
    Desfile do Encontro de Bois de Mamão de Florianópolis.
    (Foto: )

    Florianópolis é a capital brasileira com o maior percentual de pessoas trabalhando no setor cultural (10,43%). Dentre as 260 mil ocupadas na capital, 27 mil estavam empregadas na área em 2018, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Em seguida no ranking, aparecem São Paulo e Manaus (9,0%), Vitória (8,8%), Belo Horizonte (8,4%) e Fortaleza (8,3%). Os menores percentuais foram em Porto Velho (2,9%) e Macapá (3,5%). Os dados integram o Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC) 2007-2018, divulgado nesta quinta-feira (5). O estudo está em sua quarta edição e consolida informações de diferentes pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Em todo o Estado, o percentual é menor. Das 3,61 milhões de pessoas ocupadas em Santa Catarina no ano de 2018, 213 mil eram em atividades relacionadas à cultura (5,9%). No Brasil, o percentual foi de 5,7%. São Paulo (7,1%) e Rio de Janeiro (6,7%) lideravam neste quesito. Considerando a série iniciada em 2014, a proporção em Santa Catarina se manteve estável – foi de 5,93% naquele ano, com 204 mil pessoas ocupadas no setor, de um total de 3,43 milhões de pessoas ocupadas. No período 2014-2018, aumentou a proporção de pessoas com ensino médio e superior ocupadas no setor cultural (2,3% e 5,7%, respectivamente) e diminuiu a daquelas sem instrução ou com ensino fundamental (3,6% e 4,4%).

    cultura em SC
    (Foto: )

    Gastos das famílias

    As famílias catarinenses gastam, em média, R$ 276,10 em cultura por mês. O valor representa 6,75% das despesas totais, que foram de R$ 4.090,41 no período 2017-2018. As informações são da Pesquisa de Orçamentos Familiares – POF. No Brasil, foram de R$ 282,86. A região Sudeste (7,9%) tinha proporções acima da média nacional (7,5%), enquanto Norte (6,9%) e Nordeste (6,8%) apresentaram as menores proporções. Por estado, a maior proporção dos gastos ocorreu no Distrito Federal (8,7%), seguido pelo Rio de Janeiro (8,6%).

    cultura em sc
    (Foto: )

    Gastos da administração pública

    O valor captado em Santa Catarina no Programa de incentivo à cultura foi de R$ 44,7 milhões no ano de 2018 - o 6º do Brasil. O número representa 3,5% do total captado no país no ano (R$ 1,295 bilhão). As maiores participações no valor captado total no país em 2018 foram de SP (46,8%), RJ (18,6%), MG (10,8%), RS (6,6%) e PR (4,8%).

    dados cultura
    (Foto: )

    Acesso à cultura

    Da população catarinense de 7,064 milhões em 2018, 72,7% eram residentes em municípios com existência de museu, o 7º percentual do país. Entre os estados, o número variou de 27,9% no Maranhão a 85,9% em São Paulo, e foi de 67,8% no Brasil. As informações são da Pesquisa de Informações Básicas Municipais – MUNIC 2018 e PNAD Contínua 2018. Veja o percentual de acesso a cinema, teatro, rádio e internet no gráfico abaixo.

    dados cultura sc
    (Foto: )

    Leia as últimas notícias do NSC Total

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas