Casas e pousadas construídas irregularmente em Áreas de Preservação Permanente (APP) no interior de Urubici, na Serra de Santa Catarina, foram objetos de investigação da Polícia Militar Ambiental na manhã de terça-feira (5). De acordo com a instituição, as residências não respeitam o distanciamento do curso d’água estabelecido no novo Código Florestal (Lei n. 12.651/2012).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Os responsáveis pelos imóveis foram identificados e a guarnição deu início aos procedimentos legais.

Confira imagens das construções irregulares na APP em Urubici

Leia também

Mortandade de peixes em lagoa é denunciado por moradores do Campeche

Continua depois da publicidade

Justiça de SC impede novas intervenções ambientais na Estação Ecológica de Carijós

Revisão do Plano Diretor de Florianópolis incentiva proteção às áreas de preservação permanentes

Destaques do NSC Total