publicidade

Futebol

Geninho cita melhor jogo do Avaí no ano após empate com o Vasco

Com imposição tática, domínio e posse de bola, Leão fica no 1 a 1 no Rio de Janeiro

20/05/2019 - 11h05

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Geninho diz que igualdade fora de casa libera duplo sentimento
(Foto: )

Satisfeito com o desempenho do Avaí, o técnico Geninho sequer lamentou mais um jogo sem vencer na Série A do Brasileiro. O empate por 1 a 1 diante do Vasco, na noite de domingo, em São Januário, é considerado pelo treinador como o melhor jogo do Leão na temporada. Mas se engana quem pensa que ele considera que não há o que possa ser melhorado. Experiente, o comandante azurra sabe que o elenco tem e pode crescer ao longo da competição, espera que isso ocorra o quanto antes para alcançar o primeiro triunfo e, assim, chegue mais leve à parada para a Copa América, que ocorrerá após a nona rodada e se estenderá até 7 de julho.

– Fizemos nossa melhor partida do ano, melhor até mesmo que qualquer outra no Estadual. Então, se você continua crescendo é excelente. Eu espero ver tudo o que vi aqui nesta noite. Eu cobro muito dos jogadores. Quando fazem algo por mim, eles se comprometem. A partir deste momento, eu sei que podem repetir. É igual andar de bicicleta, não esquece jamais. Eu sempre cobro para melhor. Tem o que melhorar. A sequência que temos até a parada da Copa América é indigesta. A gente pega o Ceará, que venceu o Grêmio, depois vai a Porto Alegre enfrentar o Internacional, encara o São Paulo e depois tem o Palmeiras, fora de casa. Vai ser preciso melhorar muito até a pausa. Estamos jogando uma competição de elite – falou.

Contra o Vasco, o Avaí dominou o primeiro tempo e criou as melhores oportunidades para abrir o placar. O Leão fez do goleiro Sidão, do time cruzmaltino, o melhor em campo. Mas faltou a bola na rede. Geninho, porém, reconheceu que a entrega foi determinante para o empate ser conquistado nos acréscimos do segundo tempo e apontou que foi feito justiça pelo que os azurras apresentaram em campo durante a noite de domingo em São Januário.

– Tenho dois sentimentos, mas mais a comemorar. Jogamos contra uma equipe grande e de camisa pesada. Não é fácil jogar aqui e tinha a estreia do Vanderlei Luxemburgo, motivador. Iria enfrentar um Vasco querendo o resultado. Fiquei satisfeito como a equipe se comportou, principalmente no primeiro tempo, que foi quase perfeito. Marcamos e saímos para o jogo. Meu goleiro não fez defesas. Tivemos o erro de arbitragem, o escanteio que não houve. É um erro a se lamentar. Mas comemorar como a equipe reagiu após sofrer o gol. Foi para cima e se expôs. Fez justiça com o gol do Daniel Amorim. Seria injusto sair daqui com a derrota pelo que fizemos. Foi uma boa partida. Fizemos um jogo inteiro bom. Penso ter sido positivo a conquista de um ponto fora de casa quando um adversário forte – disse Geninho.

Foi o terceiro jogo do Avaí contra o Vasco na temporada. Até o final do ano, as equipes ainda irão se enfrentar mais uma vez, agora pelo segundo turno. Nos dois outros encontros, o time carioca levou a melhor e venceu ambos pela Copa do Brasil: 3 a 2 no Rio de Janeiro e 1 a 0 na Ressacada. Apesar das derrotas, Geninho destacou que as partidas foram determinantes para ele montar o esquema de domingo na Série A do Brasileiro e conseguir pontuar fora de casa.

– Era o nosso terceiro jogo contra o Vasco pouco tempo. Claro que as equipes se conheciam. Eu estava temeroso sobre a mudança com o Vanderlei, mas teve pouco tempo para mudar e o Vasco veio igual. Me preparei para isso e tentamos fechar as portas. Quando se joga contra uma equipe que vai agredir, você perde o jogo se trazer o adversário para cima. Esse tipo de equipe tem que sentir a ameaça. Seria normal virar o primeiro tempo na frente. Eu como treinador apenas planejo. Quando acontece o resultado, o mérito é dos atletas – completou.

Com a conquista de mais um ponto na Série A, o primeiro fora de casa, o Avaí chega a três e aparece na 17ª colocação. O Leão tem uma semana de descanso até o próximo compromisso. Na segunda-feira, às 20h, o adversário será o Ceará, na Ressacada, pela sexta rodada.

Deixe seu comentário:

publicidade