publicidade

Esportes
Navegue por

Tragédia Rubro-Negra

Governador de SC lamenta morte de atletas catarinenses no Flamengo

Vítor Isaías e Bernardo Pisetta estão entre os 10 mortos no incêndio que atingiu alojamento flamenguista no RJ

08/02/2019 - 15h49 - Atualizada em: 08/02/2019 - 15h54

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Atletas catarinenses morreram no incêndio que atingiu sede do Flamengo
Atletas catarinenses morreram no incêndio que atingiu sede do Flamengo
(Foto: )

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), lamentou a morte de dois atletas catarinenses no incêndio que atingiu o centro de treinamento das categorias de base do Flamengo, no Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira (8). Além deles, outros oito atletas morreram e mais três pessoas ficaram feridas.

"Nossos sentimentos às famílias dos jovens Vítor Isaías e Bernardo Pisetta. Os jovens atletas catarinenses estão entre as vítimas fatais do incêndio ocorrido no centro de treinamento do Flamengo, no RJ", escreveu o governador em uma rede social.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio de Janeiro. Ainda não se sabe as causas do incêndio, que deixou ainda três adolescentes feridos. O local ficava em uma sede no bairro Vargem Grande, na Zona Oeste da Capital fluminense.

Até a última atualização desta reportagem, a Polícia Civil do Rio de Janeiro ainda não tinha informado quando os corpos das vítimas seriam liberados.

Vitor Isaías, de 15 anos, atuava como atacante camisa 9 e há seis meses jogava pelo clube rubro-negro, após ser transferido do Athlético Paranaense. Já Bernardo Pisetta era goleiro.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio de Janeiro (RJ). Ainda não se sabe as causas do incêndio, que deixou ainda três adolescentes feridos.

No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel (PSC) também lamentou as mortes e decretou luto oficial no Estado, por três dias. O chefe do Executivo fluminense determinou ainda uma apuração minuciosa sobre as causas do incêndio.

FCF lamenta as mortes

Em nota, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) se solidarizou com o Flamengo e pelos familiares de todas as vítimas. A entidade que representa o esporte no Estado lembrou as carreiras dos dois jovens atletas que acabaram morrendo.

Veja a íntegra da nota da FCF

A Federação Catarinense de Futebol se solidariza com o Clube de Regatas do Flamengo e manifesta o sentimento de pesar aos familiares das vítimas no Centro de Treinamento do clube (Ninho do Urubu), que atingiu jovens atletas embalados por um sonho, desfeito por uma tragédia.

Dois atletas catarinenses estão entre as vítimas

Dois atletas de Santa Catarina estão entre as vítimas da tragédia ocorrida na manhã de hoje (06), no Centro de Treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, Vitor Isaías, de 15 anos e Bernardo Pisetta, de 14 anos. Vitor Isaías, natural de Florianópolis, teve passagem pelo futebol catarinense como atleta do Figueirense na categoria Sub-13 em 2017. “Vitinho” ou “Assunção”, como era conhecido entre os colegas, também atuou na equipe de futsal do Figueirense, conquistando o título da Taça Brasil Sub-13.

Já o catarinense Bernardo Pisetta, natural de Indaial, no Vale do Itajaí, atuava como goleiro e estreou nas categorias de base do Flamengo em agosto de 2018. Bernardo foi formado nas escolinhas do Guarani, de Brusque e antes de chegar ao Flamengo atuou também na base do Athletico Paranaense.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação