nsc

Serviço

Governo de SC tira dúvidas por WhatsApp sobre restrições e prevenção ao coronavírus

Basta salvar no celular o número 48-3181-0480 e enviar uma mensagem.

26/03/2020 - 10h51

Compartilhe

Por Juliana Gomes
Serviço é prestado por WhatsApp
Serviço é prestado por WhatsApp
(Foto: )

Agora, os catarinenses podem usar o WhatsApp para interagir com o governo do estado e tirar dúvidas sobre as medidas restritivas impostas para evitar o avanço do coronavírus, além de saber sobre as formas de contágio e prevenção à doença. O contato é pelo 48-3181-0480.

A iniciativa surge após o decreto de emergência, em que o estado passou a funcionar com uma série de restrições, como o isolamento social e a suspensão de atividades econômicas. Até essa quarta-feira (25), eram 122 casos confirmados da doença em Santa Catarina, 325 suspeitos e uma morte.

Em função disso, há uma semana, apenas os serviços essenciais estão mantidos, como mercados, hospitais, fornecimento de água e energia entre outros.

Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

Para interagir por WhatsApp com o governo, pelo serviço Tira-dúvidas Corona SC, basta salvar no celular o número 48-3181-0480 e enviar uma mensagem.

Na sequência, a pessoa recebe uma lista de opções e digita o número que corresponde à sua dúvida.

Confira as opções

1 -Funcionamento de Estabelecimentos

2 - Educação

3 -Eventos

4 -Transporte

5 - Pessoas do Grupo de Risco

6 - Prevenção

7 - Fiscalização

8 - Ações do Governo para Minimizar o Impacto Econômico

9 - Outras Dúvidas

Interação

De acordo com a dúvida, a questão é detalhada por uma assistente virtual. Além disso, todas as informações sobre as iniciativas do estado para prevenir o avanço no vírus estão na fanpage e no Instagram do governo. Nos dois canais, estão informações sobre a doença e um espaço de interação com o usuário para enviar dúvidas ou outros comentários.

Em todas as plataformas, o governo reforça o pedido para que os catarinenses fiquem em casa. Desde essa quarta-feira (2), o estado entrou em mais sete dias de quarentena, como determina o decreto do governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas