nsc
    dc

    Seca em SC

    Governo do Estado anuncia R$ 1,25 milhão para municípios atingidos com a estiagem

    Anúncio foi feito pelo governador em exercício, nesta manhã, em Chapecó

    06/01/2012 - 08h53

    Compartilhe

    Por Redação NSC

    O governador em exercício Eduardo Pinho Moreira anunciou na manhã desta sexta-feira, na Secretaria de Desenvolvimento de Chapecó, que o estado vai ajudar com R$ 1,25 milhão os 54 municípios atingidos com a estiagem no Oeste. Outras duas cidades da região, Palmitos e Guarujá do Sul, também decretaram situação de emergência, mas a documentação ainda não chegou à Defesa Civil do Estado.

    Segundo Moreira, o recurso já está na conta das SDR´s e os municípios vão firmar convênios para a contratação de serviços como de caminhão pipa e retro escavadeiras.

    O dinheiro será distribuído conforme o número de propriedades dos municípios.

    Confira os valores distribuídos:

    Águas Frias - R$ 7,4 mil

    Chapecó - R$ 71 mil

    Coronel Freitas - R$ 30,7 mil

    Faxinal dos Guedes - R$ 9,1 mil

    Ipuaçu - R$ 10,4 mil

    Marema - R$ 12 mil

    Nova Itaberaba - R$ 18,2 mil

    Ouro Verde - R$ 10,2 mil

    Passos Maia - R$ 9,9 mil

    Planalto Alegre - R$ 9,3 mil

    Ponte Serrada - R$ 13,5 mil

    São Domingos - R$ 30,1 mil

    Xanxerê - R$ 34,1 mil

    O governador e representantes da Defesa Civil viajam ainda para Maravilha e São Miguel do Oeste onde participam de reunião com prefeitos representantes da Defesa Civil.

    Estiagem pode atingir 140 municípios

    A Defesa Civil também deve disponibilizar auxílio para atender o abastecimento nos municípios, segundo o diretor de respostas aos desastres da Secretaria da Defesa Civil, major Aldo Baptista Neto.

    A Defesa Civil recebeu uma projeção da estiagem para Estado onde aponta que podem ser atingidos entre 132 e 140 municípios. A situação mais grave foi em 2009, quando 194 cidades decretaram emergência por falta de água.

    O relatório também aponta chuvas abaixo do normal até março. Mas os efeitos dela podem chegar até abril, segundo o major Neto. O Governo do Estado apontou com o auxílio na perfuração de poços, transporte de água e nos relatórios de perdas.

    Colunistas