nsc

publicidade

Prevenção

Governo inicia plantão 24 horas para manutenção de pontes em Florianópolis

Ação faz parte do plano de monitoramento de pronta resposta

10/07/2019 - 15h54 - Atualizada em: 10/07/2019 - 18h53

Compartilhe

Por Mateus Boaventura
Novo problema em junta de dilatação bloqueou duas faixas na ponte Pedro Ivo, no último sábado (06)
(Foto: )

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade cobrou da Cejen Engenharia, empresa que faz a manutenção das pontes Pedro Ivo e Colombo Salles, em Florianópolis, um plantão 24 horas para atendimento e solução de problemas que surgirem nas estruturas, como o que aconteceu no último sábado (6) na junta de dilatação. As equipes começaram esse trabalho nesta terça-feira (09). Os técnicos ficam na cabeceira continental com equipamentos e insumos para correções com solda, por exemplo.

O governo espera reduzir o tempo resposta em caso de novos problemas. A ação faz parte do plano de monitoramento de pronta resposta. O secretário-adjunto, Thiago Vieira, disse que um canal de comunicação também foi criado.

— A gente criou um canal de comunicação direta com a polícia militar e com o serviço do guincho 24 horas de maneira que diminua o que a gente chama de resposta de conhecimento do problema — afirmou.

Vieira também destacou que técnicos verificaram todas as juntas. A única que ainda apresenta risco é a que recebeu, de novo, a solução paliativa no último sábado. Por isso, técnicos fizeram um trabalho de manutenção nesta terça.

— Ainda não há como comparar a solução paliativa com a solução definitiva. Então a gente vai fazer de tempos em tempos intervenções para garantir. Hoje, nós estamos com o risco sobre controle — contou.

Hoje, nós estamos com o risco sob controle" Secretário-adjunto de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira

Punição

O Governo de SC autuou nesta terça-feira a Cejen Engenharia. O valor da possível multa não foi divulgado porque a empresa tem cinco dias úteis para apresentar sua defesa. O cronograma de trabalho não foi respeitado e o início da manutenção das pontes, que aconteceu em abril, previa uma intervenção nas juntas de dilatação em junho, de acordo com a secretaria de infraestrutura.

Para a solução efetiva é necessária a troca dos parafusos da mesma peça que apresentou problema em fevereiro. Segundo o Estado, eles foram comprados pela Cejen em maio e a previsão de chegada é no dia 22 de julho.

O secretário-adjunto de Infraestrutura, Thiago Vieira, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (10)
O secretário-adjunto de Infraestrutura, Thiago Vieira, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (10)
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade