A manhã desta quarta-feira (6) foi de acidentes na Grande Florianópolis. Foram mais de 10 registros, pelo menos, em cerca de cinco horas, segundo autoridades de trânsito que atendem as vias que passam pela região. Entre as ocorrências, foram capotamentos, veículos que rodaram na pista e quedas de motociclistas. Segundo os relatos, não houve feridos graves.

Continua depois da publicidade

Por volta de 6h, um capotamento de um automóvel aconteceu no km 210, em São José, em direção a Palhoça. O motorista precisou ser atendido pelos socorristas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o tráfego chegou a ficar com duas faixas bloqueadas, e apenas uma liberada, o que causou fila nos dois sentidos durante aproximadamente duas horas.

Outro capotamento de automóvel registrado na BR-101 foi próximo ao posto da PRF em Biguaçu, sentido Norte. Perto de 11h, a corporação apontou acidente com veículo de passeio no km 187 da mesma rodovia federal, também em Biguaçu, no sentido Sul.

Em Florianópolis, o trabalho também foi intenso para atender as ocorrências no trânsito ao longo da manhã. Após as 9h, foram dois acidentes na SC-401, na região das madeireiras: uma queda de motociclista e um veículo que rodou sobre a via.

Problemas também foram registrados no trecho do elevado do CIC. Foram pelo menos três acidentes durante o período, com lentidão no local. Em um deles, o carro precisou ser guinchado, após colidir contra a mureta. Depois disso, por volta de 10h30, um veículo rodou na pista da Avenida da Saudade, sentido Beira-Mar Norte, embaixo do elevado do Itacorubi.

Continua depois da publicidade

Na parte continental, a Guarda precisou interditar momentaneamente, parte da pista do acesso à ponte Pedro Ivo e Via Expressa, na área da Vila Militar, devido a uma queda de motociclista. Outro acidente envolveu dois veículos na Avenida Max de Souza, na saída de Coqueiros para chegar à Av. Ivo Silveira.

A Guarda Municipal de Florianópolis chama a atenção dos motoristas para o tempo instável, com chuva fraca em alguns momentos. Em alguns pontos, essa camada de água acaba se misturando com a sujeira na pista. A combinação pode deixar a pista escorregadia, aumentando o risco do motorista perder o controle do veículo.

Destaques do NSC Total