nsc
an

Estímulo

Grupos campeões do Festival de Dança de Joinville apresentam trabalhos inéditos no Teatro Juarez Machado

Espetáculo Gaudério, da Cia. Matheus Brusa, fará a abertura da Mostra de Dança Estímulo

24/07/2014 - 03h01 - Atualizada em: 24/07/2014 - 04h59

Compartilhe

Por Redação NSC
Gaudério, da Cia. Matheus Brusa
Gaudério, da Cia. Matheus Brusa
(Foto: )

O nome que assina nove coreografias na Mostra Competitiva do 32º Festival de Dança de Joinville também é o que abre a primeira edição da Mostra de Dança Estímulo, evento paralelo que substitui a Mostra de Dança Contemporânea, criada em 2001. É quando se encerram as competições desta quinta no palco principal do Centreventos Cau Hansen que as luzes do Teatro Juarez Machado se acendem para receber a Cia. Matheus Brusa, de Caxias do Sul (RS).

O grupo, uma companhia de arte híbrida, é um velho conhecido do público, assim como os outros três convidados a integrar a programação desta sexta e dos dias 29 de julho e 1º de agosto. Matheus Brusa foi escolhido o melhor coreógrafo de 2012 e vem mostrando desde 2006 um sólido trabalho de pesquisa em dança contemporânea. O espetáculo Gaudério, responsável por abrir a mostra, faz parte do processo a longo prazo que ele desenvolve com intérpretes criadores e músicos e que neste ano contou com orientação e assessoria artística de Sigrid Nora, uma das curadoras do Festival de Dança.

Apesar de ter o mesmo nome da coreografia com a qual a companhia de Brusa venceu a categoria de trio sênior de dança contemporânea do ano passado, Gaudério é uma remontagem do espetáculo que estreou 2011. Trata-se de uma leitura pós-moderna da típica chula, gênero tradicionalista originalmente dançado por homens, que trabalha com o conceito da reaproximação dos jovens com a cultura gaúcha.

A música de Gaudério é executada ao vivo. As gaitas dividem a trilha com instrumentos criados pelos integrantes, e o público é recebido com pinhão e chimarrão.

- A intenção é aguçar os cinco sentidos da plateia - afirma Matheus, que assina a composição e direção do espetáculo.

Os convidados recebem ajuda de custo de R$ 10 mil para viabilizar a montagem das produções. Para a parte artística, o grupo de clássico paulista Especial Academia de Ballet contou com a assessoria de Iracity Cardoso; o Sheilas Ballet com o suporte da sapateadora Kika Sampaio; e a Cia. de Dança Vera Passos recebeu acompanhamento da professora Teresa Rocha.

O quê: abertura da Mostra de Dança Estímulo, com o espetáculo Gaudério, da Cia. Matheus Brusa

Quando: quinta, às 22h

Onde: Teatro Juarez Machado, anexo ao Centreventos Cau Hansen (Avenida José Vieira, 315, América, Joinville)

Quanto: ingressos a R$ 20. Participantes, estudantes, idosos e portadores de deficiência têm direito a meia-entrada. Vendas no Centreventos, na bilheteria móvel que circula pelos bairros (e garante o desconto de 20% para o Mostra Competitiva) e pelo site www.ticketcenter.com.br

Programação

Sexta-feira

Academia Sheila?s Ballet (SP), com o espetáculo Meus Passos no Chão (foto acima)

Sob o comando das irmãs e coreógrafas Sheila e Helga Santos, a Academia Sheila?s Ballet, de Piedade (SP), tem 18 anos de atuação e um trabalho reconhecido em diversas vertentes da dança. Em Joinville - onde participa há 14 anos do Festival de Dança - a escola já recebeu mais de 50 premiações, sendo 20 de primeiro lugar. Em 2012, dançou como convidada no espetáculo da Noite de Gala, em comemoração aos 30 anos do evento.

Dia 29/7

Cia. de Dança Vera Passos (CE), com o espetáculo Se Avexe Não! (foto acima)

A Cia. de Dança Vera Passos, de Fortaleza, mantida pela Academia Vera Passos, tem 25 anos de trajetória e, em Joinville, já conquistou 43 premiações, entre as quais o primeiro lugar no sapateado conjunto sênior por seis anos consecutivos. Em 2012, também se apresentou como convidada da Noite de Gala.

1º/8

Especial Academia de Ballet (SP), com o espetáculo Três Olhares (foto acima)

Fundada por Aracy de Almeida, primeira bailarina e professora do Theatro Municipal de São Paulo, a Especial Academia de Ballet atua há 43 anos no ensino da dança e atualmente tem a direção artística de Guivalde de Alveira. Em Joinville, o conhecido Grupo Especial - fundado em 1985 e hoje Cia. Brasileira de Danças Clássicas - conquistou o prêmio de melhor grupo em 2002 e 2013 e coleciona inúmeras premiações nos gêneros de dança clássica e repertório, além de vários prêmios revelação e de melhor bailarina.

Colunistas