publicidade

Esportes
Navegue por

Embate local

Hercílio Luz e Brusque empatam no primeiro jogo da Série D 

Duelo catarinense por vaga nas oitavas de final termina em 0 a 0; times voltam a jogar no próximo domingo, em Brusque 

16/06/2019 - 17h54 - Atualizada em: 21/06/2019 - 22h20

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Hercílio Luz e Brusque ficam no zero no primeiro jogo pela segunda fase
Hercílio Luz e Brusque ficam no zero no primeiro jogo pela segunda fase
(Foto: )

Jogo truncado, de poucas chances e indefinido. Hercílio Luz e Brusque empataram em 0 a 0 no primeiro jogo da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Tanto que os lances de maior perigo neste domingo foram a partir de cobranças de falta ao redor da área. O time brusquense ainda sofreu nos instantes finais da partida no Aníbal Costa, em Tubarão. Com dois jogadores expulsos no últimos minutos, conseguiu segurar os donos da casa, diante de 1.212 torcedores neste domingo.

O reencontro no jogo decisivo por avanço de fase está marcado para as 16h de domingo, no Augusto Bauer, em Brusque. Quem vencer se classifica para as oitavas da Série D e mantém vivo o sonho do acesso à terceira divisão nacional. Em caso de novo empate, por qualquer placar, a definição será na disputa de penalidades máximas - não há peso maior para gol anotado como visitante.

O jogo

O time mandante teve uma baixa importante instantes antes de a bola rolar. O volante Rudnei acusou dores durante o aquecimento e teve de ser substituído, Janderson entrou. O jogador fez falta ao Leão do Sul, com o Brusque dominante no meio de campo, mas sem conseguir passar pela defesa. Tentou com a bola parada, assim como o Hercílio Luz. No entanto, os dois times não conseguiram uma chance real, que ao menos assustasse, passados os 30 minutos iniciais. Usando da falta lateral, o time visitante produziu a primeira boa chance de abertura do placar. A redonda foi colocada no meio da área por Thiago Alagoano e Júnior Pirambu desviou para o cantinho. Paulo Sérgio se esticou todo para espantar. Foi a única e grande oportunidade da primeira etapa.

O Brusque voltou diferente do descanso. Cleyton voltou na vaga do zagueiro Magrão, lesionado. Amarelado, o estreante Germano cedeu espaço para Vavá na lateral esquerda hercilista. O time quadricolor retomou a etapa passada e era superior, mas não passava da frente da área colorada. O Leão do Sul apenas se segurava e o pretendido contra-ataque sequer era armado. A melhor chance de todo o jogo por parte do Hercílio Luz ocorreu aos 32 da segunda etapa e em cobrança de falta. Juliano tirou da barreira e mandou no cantinho. Zé Carlos conseguiu desviar para fora e fazer com que o placar seguisse intacto.

A representação brusquense ainda teve um jogador expulso no finzinho da partida. Aos 37, Ianson recebeu o segundo cartão amarelo. Na falta gerada pelo lance que acarretou na expulsão do zagueiro, Sayão, que entrou no segundo tempo, bateu falta que balançou a trave e a defesa adversária. Pouco tempo depois, o Brusque recompôs a defesa com a entrada de Neguette e ainda sofreu a segunda baixa por cartão vermelho, com a segunda tarjeta para Ruan, por conta de bate-boca com um adversário.

Com dois jogadores a mais, o Leão do Sul tratou de pressionar nos instantes finais. No entanto, o Brusque botou os nervos no lugar, esfriou a partida e fez com que o placar fosse o mesmo de início: 0 a 0 e sem time em vantagem para o confronto decisivo no próximo domingo.

FICHA TÉCNICA - Hercílio Luz 0 x 0 Brusque

HERCÍLIO LUZ

Paulo Sérgio; Thiago Machado (Jô), Murilo, Carlão Farias e Germano (Vavá); Maycon, Janderson e Mateus Arence (Sayão); Juliano, Kayron e Léo Bahia. Técnico: Júlio César.

BRUSQUE

Zé Carlos; Edilson, Ianson, Magrão (Cleyton) e Ayrton; Ruan, Thiago Alagoano (Neguette) e Romarinho; Fio (Tiago Henrique), Júnior Pirambu e Jefferson Renan. Técnico: Waguinho Dias.

CARTÕES AMARELOS: Carlão, Germano, Kayron e Vavá(H). Ianson, Jefferson Renan e Ruan (B).

CARTÕES VERMELHOS: Ianson e Ruan (B)

ARBITRAGEM: Jefferson Ferreira de Moraes, auxiliado por Leone Carvalho Rocha e Hugo Sávio Xavier Correa (trio de GO).

BORDERÔ: 1.212 torcedores, para renda de R$ 17.955.

LOCAL: Aníbal Costa, em Tubarão.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação