nsc
santa

Golpe

Homem é condenado por aplicar golpe do cartão clonado em Brusque

A pena foi fixada em cinco anos e dez meses de prisão em regime fechado

05/04/2021 - 12h47

Compartilhe

Por Giulia Machado
Além de ser preso ele terá que pagar multa
Além de ser preso ele terá que pagar multa
(Foto: )

Um homem que aplicou o golpe do cartão clonado foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão em regime inicial fechado, pelos crimes de estelionato e uso de documento falso em Brusque, no Médio Vale do Itajaí. Além da prisão, o homem foi condenado também ao pagamento de 90 dias-multa no valor de um trigésimo do salário mínimo na época.

> Receba as notícias do Santa no seu WhatsApp. Clique aqui

Ele teria aplicado o golpe em uma idosa de 70 anos e tentou aplicar também em um idoso de 75 na cidade. Quando foi encontrado pelos policiais, apresentou uma carteira de habilitação falsa.

No esquema, que se assemelha a outros golpes recentes que aconteceram na região do Vale, o homem se identificava para a vítima como sendo um suposto funcionário do banco dizendo que o cartão havia sido clonado. Depois ele ia até a casa da vítima para recolher o cartão e o usava para fazer saques, compras e transferências. Os saques e compras de uma das vítimas totalizaram R$ 10,8 mil.

Com ele, foram apreendidos cartões bancários, máquinas de cartão e comprovantes na quantia aproximada de R$ 42 mil.

A segunda vítima desconfiou do golpe e acionou a polícia, que prendeu o homem em flagrante em um hotel no Centro da cidade. Ele está preso desde o dia 19 de dezembro de 2020 e não poderá recorrer da decisão em liberdade.

* Sob supervisão de Brenda Bittencourt

Colunistas