nsc
    an

    Polícia

    Homem é suspeito de matar esposa grávida de três meses em Jaraguá do Sul

    Casal estava junto há três anos e crime teria ocorrido após uma discussão

    06/08/2018 - 04h58 - Atualizada em: 06/08/2018 - 07h43

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Corpo foi encontrado no carro do marido, na garagem da casa
    Corpo foi encontrado no carro do marido, na garagem da casa
    (Foto: )

    Um homem de 38 anos é suspeito de matar a esposa, de 28 anos e grávida de três meses, na madrugada de sábado para domingo em Jaraguá do Sul. O corpo de Andreia Campos Araújo foi encontrado na noite de domingo enrolado em um cobertor branco no banco da frente do carro do marido Marcelo Kroin, na garagem da casa, na rua Neco Spezia, no bairro Jaraguá Esquerdo.

    O crime foi descoberto após uma denúncia anônima sobre um possível feminicídio à Agência de Inteligência do 14º Batalhão da Polícia Militar. A suspeita é de que o marido tenha matado a mulher com um golpe na cabeça após uma discussão entre eles. Marcelo foi preso em flagrante e conduzido ao Presídio Regional de Jaraguá do Sul. Andreia está sendo velada na capela Lenzi e será sepultada na tarde desta segunda-feira.

    Segundo a Polícia Militar, o homem relatou que estava com a esposa na noite anterior em uma festa, onde teria acontecido uma discussão entre os dois. Ele teria ido embora sozinho logo em seguida. Marcelo disse que, por volta das 3 horas, a esposa chegou embriagada em casa, onde aconteceu uma nova discussão. Segundo o marido, Andreia teria o agredido com socos e depois ido até a cozinha pegar uma faca, ameaçando-o de morte.

    O suspeito também afirmou à polícia que a esposa teria atacado ele com golpes de faca no braço e, em um momento de desespero para se defender, deu um soco na vítima. Segundo ele, Andreia caiu, bateu a cabeça no chão, deu alguns suspiros e morreu. De acordo com a PM, o homem ainda informou que colocou o corpo da vítima no carro por volta das 14 horas de domingo e foi até Canoinhas. Sem saber o que fazer, teria voltado para casa com o corpo.

    O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para o local da ocorrência e o corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). Segundo a polícia, o suspeito já tem passagens por violência doméstica, ameaça e agressão. Além de estar grávida, Andreia também tinha uma filha de dez anos.

    Andreia estava grávida e tinha uma filha de dez anos
    Andreia estava grávida e tinha uma filha de dez anos
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas