nsc
nsc

publicidade

Facada no pescoço

Homem nu é encontrado morto e Florianópolis registra 109 mortes violentas

Homem foi morto na madrugada do dia 2 de novembro. Família identificou e retirou o corpo no IGP

05/11/2018 - 13h53 - Atualizada em: 05/11/2018 - 15h48

Compartilhe

Por Redação NSC

Um homem, encontrado morto na madrugada de 2 de novembro, foi identificado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) como Márcio Lacy Costa de Jesus, de 53 anos. Ele era natural de Florianópolis, morava no bairro Saco Grande, e foi morto com uma facada no pescoço perto de casa. Ninguém foi preso pelo crime até este momento.

A investigação está com a Delegacia de Homicídios da Capital, comandada pelo delegado Ênio de Oliveira Mattos, que ainda não tem suspeita de motivação para o crime. Segundo Mattos, a vítima estava sem roupas quando foi encontrada já morta no meio da rua por volta de 3h30min daquela madrugada.

— Não temos suspeitos ainda.

Com mais esse homicídio, Florianópolis registra agora 109 mortes violentas a pouco menos de dois meses para o final do ano. Dessas, 87 foram homicídios, 20 mortes em intervenções policiais, um latrocínio e uma lesão corporal seguida de morte. Os dados referem-se ao período entre 1º de janeiro e 5 de novembro de 2018.

No mesmo período do ano passado, haviam acontecido quase 140 mortes violentas na Capital. Assim, em 2018 há menos mortes violentas na comparação com o ano anterior. Apenas um dos indicadores teve aumento nos números do ano passado para cá: a de mortes em intervenções policiais, que totalizaram 15 casos em todo ano de 2017, e em 2018 já somam 20 ocorrências.

Mas as 109 mortes violentas registradas até esta segunda-feira, no entanto, já são superiores a todas as mortes violentas ocorridas em Florianópolis em 2016, quando foram 92 casos de homicídios, latrocínios, mortes em intervenções policiais e lesões corporais seguidas de morte.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade