nsc

publicidade

Duplo Homicídio

Homem que matou casal em São Francisco do Sul procurava ex-companheira

Sobrinha do casal estava escondida do ex-cônjuge desde que denunciou as agressões que sofria 

01/11/2019 - 19h57 - Atualizada em: 04/11/2019 - 08h45

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Gilmar Gabriel da Costa e Ilda Barão foram mortos a facadas
Gilmar Gabriel da Costa e Ilda Barão foram mortos a facadas dentro de casa
(Foto: )

A Polícia Civil apurou a motivação do duplo homicídio que ocorreu em São Francisco do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina, no fim da tarde de quarta-feira (30). O casal teria sido morto porque não revelou o paradeiro da sobrinha ao suspeito.

A mulher estava escondida desde que denunciou as agressões que sofria do companheiro. O homem foi preso em flagrante horas depois do crime e teve a preventiva decretada pela Justiça de Mafra.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Weydson da Silva, o homem já havia procurado pela ex-mulher em outros endereços, especialmente na cidade de Joinville, onde moravam antes do término do relacionamento.

— Ele teve um relacionamento com a sobrinha do casal durante cerca de 9 meses. Depois de ameaças e lesões, ela saiu de casa e foi para um abrigo. Então ele começou a procurar o paradeiro da ex-esposa — contou.

Em uma de suas tentativas, o suspeito teria ido até a Praia do Ervino e tentado obrigar o casal a contar sobre o paradeiro da mulher. Sem colaborar com o ex-cônjuge da sobrinha, Gilmar Gabriel da Costa e Ilda Barão foram mortos a facadas.

— Supostamente foi essa a situação geradora da discussão e dos homicídios — confirmou o delegado.

As investigações ainda apuraram que o homem teria passado por Joinville logo depois de matar o casal, onde ocorreu a troca de roupa:

— As roupas manchadas de sangue foram apreendidas e encaminhadas para comparar com o (DNA) das vítimas.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina é responsável pela elaboração do laudo. O delegado ainda informou que o suspeito é investigada por uma tentativa de homicídio na cidade onde morava e chega ser considerado, pelas forças de segurança, como um indivíduo de extrema periculosidade.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade