nsc
an

publicidade

Tragédia

Homem que morreu atropelado em Araquari estava levando a esposa grávida para trabalhar

Ela ia pegar o ônibus no ponto, mas o casal foi atropelado no caminho

24/12/2019 - 14h29 - Atualizada em: 24/12/2019 - 14h35

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Alfred Polynice tinha 34 anos e trabalhava como operador de produção
Alfred Polynice tinha 34 anos e trabalhava como operador de produção
(Foto: )

O homem que morreu atropelado na madrugada da última segunda-feira (23) estava de folga, indo levar a mulher grávida até um ponto de ônibus para que ela pudesse ir trabalhar. O acidente aconteceu na SC-A208A, na região do bairro Itinga, em Araquari.

O casal é haitiano e morava no bairro Itinga. Alfred Polynice, de 34 anos, era operador de produção em uma empresa de fundição da cidade, enquanto a esposa, Francesca Sajous, de 24 anos, trabalhava como cozinheira na mesma empresa.

Com o acidente, a mulher perdeu o bebê na noite da última segunda-feira. Segundo Paula da Silva Ricardo Sanches, amiga da família, a criança era muito esperada pelo casal, que já tem uma filha de seis anos e já havia tentado ter um segundo bebê outras vezes.

A tia de Paula é casada com o primo de Alfred, por isso ela costumava frequentar encontros da família e pôde conhecer mais do casal. Segundo ela, os dois eram pessoas muito boas e que gostam muito de ajudar os outros.

— Tem algum tempo que eles estão no Brasil e, desde então, vêm ajudando o pessoal que também quer vir do Haiti para cá. Todo mundo gostava deles, era uma família muito querida, tanto pelos haitianos quanto pelos brasileiros — destacou.

Alfred foi velado durante a manhã desta terça-feira (24) na Igreja Adventista do bairro Boa Vista. O sepultamento aconteceu às 13h30 no Cemitério São Sebastião.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade