O Hospital Oase, em Timbó, informou na noite desta terça-feira (19) ter chegado ao limite de ocupação. Segundo a direção da unidade, não há mais leitos de internação disponíveis e será necessário fazer a transferência de alguns pacientes até a situação se normalizar.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

De acordo com o diretor Richard Choseki, a situação é reflexo principalmente do aumento expressivo de casos de doenças respiratórias, incluindo Covid-19, mas existe também uma parcela dessa ocupação por causa da dengue. Ele explica que o hospital tem 129 leitos de enfermaria, mas como há pacientes com necessidade de isolamento, isso acaba comprometendo algumas vagas.

Nesse cenário, quando o número de internação se aproxima de 100, todas as vagas ficam ocupadas. Conforme Choseki, a expectativa é de que ainda na próxima madrugada alguns pacientes sejam transferidos para o Hospital Dom Bosco, em Rio dos Cedros,

Segundo o diretor, a alta demanda vem sendo registrada desde a semana passada e o pronto-socorro tem funcionado no limite. Ele diz que esse aumento de casos de queixas respiratórias acontece todo ano, entre maio e junho, mas desta vez ocorreu mais cedo e ainda extrapolou a capacidade de atendimento.

Continua depois da publicidade

O Hospital Oase é referência para os municípios no entorno de Timbó pelo SUS.

Leia mais

SC antecipa campanha de vacinação contra a gripe; veja datas e quem pode se imunizar

Menina de Ibirama morre vítima de dengue aos 12 anos, segundo governo do Estado

Destaques do NSC Total