nsc
    santa

    Saúde Animal

    Hospital Veterinário da Furb tem atendimentos de R$ 20 a R$ 150 em Blumenau

    Após adequação e ampliação comunidade conta com consultas em aula ou particular

    14/10/2015 - 03h01 - Atualizada em: 14/10/2015 - 10h29

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Hospital veterinário tem atendimento emergencial particular para cães, gatos e animais silvestres
    Hospital veterinário tem atendimento emergencial particular para cães, gatos e animais silvestres
    (Foto: )

    Inaugurado em junho de 2014, o Hospital Escola Veterinário (HEV) da Furb passou por uma reestruturação para servir melhor à comunidade de Blumenau e região. Até março deste ano, todos os atendimentos eram feitos em dois ambulatórios do prédio de Anatomia Veterinária que fica no Campus 5, no bairro Fortaleza Alta.

    ::: Leia as últimas notícias

    O endereço ainda é o mesmo, mas há uma novidade: agora, junto às consultas realizadas por alunos com supervisão de professores nas aulas práticas do curso de Medicina Veterinária da universidade, o local passa a oferecer atendimento emergencial particular para cães, gatos e animais silvestres.

    O serviço começou a ser oferecido após a ampliação e adequação do espaço, que atualmente conta com um segundo prédio e totaliza área superior a 400 metros quadrados. Mais de 10 novas salas foram instaladas para suprir as demandas de cirurgias, tratamentos pré e pós-operatórios, raio-x, entre outras. Entretanto, a diferença de preço é grande: enquanto o atendimento em aula exige uma contribuição simbólica de cerca de R$ 20, o serviço particular pode custar até R$ 150.

    Conforme explica James Aquino, professor de Anestesiologia e Clínica Cirúrgica e diretor do hospital, a ideia é oferecer mais uma opção de tratamento emergencial para os animais. Ele salienta que somente atendimentos considerados urgentes podem ser feitos no plano particular. Caso o animal apresente algum problema cutâneo, odontológico, de visão ou precise de castração, por exemplo, há a opção de ser tratado em aula:

    - O nosso hospital também é uma escola, então nosso papel não é somente procurar o lucro. É bom que os alunos tenham contato com os bichos para que vivenciem em aula o que os espera na profissão. Além disso, a mesma turma acompanha todo o ciclo de tratamento do animal e por isso acaba adquirindo mais conhecimento sobre cada caso - explica Aquino.

    O hospital veterinário realiza uma média de 150 atendimentos por mês. Para receber auxílio em aula, o proprietário deve fazer o cadastro do animal por telefone e aguardar retorno do hospital. O mesmo vale para os atendimentos particulares. Ambos são feitos de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 17h30min.

    Segundo o diretor do HEV, ainda há várias melhorias previstas para o local:

    - Queremos implantar o serviço de internação, que ainda não temos, e passar a receber animais maiores como vacas e ovelhas. Nossa preocupação agora é que as pessoas saibam que estamos aqui e que oferecemos esse atendimento à comunidade - diz.

    Quando a boxer Nina começou a apresentar sofrimento fetal, a técnica em radiologia Daiane da Silva precisou levar a cadela ao hospital para uma cesárea de emergência. No parto nasceram oito filhotes.

    - Ela foi muito bem recebida, com certeza traria aqui de novo. Não deixaram dever nada em relação aos outros hospitais veterinários da cidade - comenta.

    Tipos de atendimento

    PARTICULAR

    - O que é: consultas feitas no pronto-socorro para casos emergenciais como partos, traumas, lesões, intoxicações, vômitos e situações em que o animal corre risco de morte.

    - Quando: de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 17h30min.

    - Como fazer: agendamento pelo telefone 3239-6400.

    - Quanto: de R$ 100 a R$ 150.

    EM SALA DE AULA

    - O que é: consultas feitas por alunos com supervisão de professores nas aulas práticas do curso de Medicina Veterinária para casos como doenças de pele, nos dentes, nos olhos, precise de castração e situações em que o animal não corre risco de morte.

    - Quando: de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 17h30min.

    - Como fazer: agendamento pelo telefone 3239-6400.

    - Quanto: a contribuição é simbólica (cerca de R$ 20).

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas