nsc
santa

Investigação

Idosa alertou sobre rachaduras em ponte de Brusque antes de estrutura desabar

Moradores afirmam que ponte passou por reforma neste ano, mas voltou a apresentar problemas nos últimos dias

10/06/2021 - 16h36 - Atualizada em: 10/06/2021 - 16h44

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Ponte que liga os bairros Guarani e Rio Branco caiu
Ponte que liga os bairros Guarani e Rio Branco caiu
(Foto: )

A moradora de Brusque que estava sobre a ponte que desabou nesta quarta-feira (9), já havia alertado a prefeitura sobre o surgimento de rachaduras na estrutura. A mulher de 60 anos escapou com apenas alguns arranhões do que poderia ter terminado em tragédia. Para o poder público, a provável causa do desabamento foram as fortes chuvas.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

A Ponte Prefeito Antônio Heil, que liga os bairros Guarani e Rio Branco, tem mais de 50 anos. Recentemente, conforme apurou a repórter Isabela Corrêa, da NSC TV, comerciantes e moradores, como a idosa e o esposo dela, observaram rachaduras no concreto e acionaram as equipes técnicas da prefeitura. 

Há dois meses, a ponte passou por uma reforma, ainda de acordo com os moradores. Na segunda-feira (7), uma vistoria e manutenção teriam sido feitas no local. Dois dias depois, a queda ocorreu.

A idosa, que não quis se identificar, estava a caminho de uma escola do bairro para buscar a neta. Com a ponte já no chão, ela escalou a rampa que se formou para voltar à Rua Ernesto Bianchini. Naquele momento, populares já se aproximavam para ajudar possíveis vítimas. Uma dessas pessoas foi Elisa de Oliveira Panchyniak, 28, que trabalha próximo ao lugar.

— Ela caiu e foi até a metade da ponte. Eu vi ela se arrastando para tentar subir, puxei ela para cima, aí veio a vizinha ajudar — lembra Elisa.

Histórico preocupante

Não há previsão de quando a ponte estará de pé novamente. A prefeitura estuda construir uma estrutura provisória para a passagem de pedestres e ciclistas. Enquanto isso, os motoristas precisam usar rotas alternativas para chegar ao outro lado.

— A princípio teremos que fazer uma ponte nova e reivindicaremos um kit pontes ao governo do Estado para atender essa comunidade — explicou a secretária de Infraestrutura Estratégica de Brusque, Andrea Patricia Volkmann.

Com a segunda queda de ponte em menos de dois meses, Brusque deve estudar as demais para avaliar se não há risco de rupturas em outras ligações. Andrea diz também que o município trabalha na elaboração de projetos de novas estruturas.

A prefeitura não respondeu, até a publicação desta reportagem, sobre os supostos problemas relatados pelos moradores e a manutenção feita neste ano na ponte que desabou.

Colunistas