nsc
an

Satélite

Imagens mostram destruição após incêndio no Quiriri, no Norte de SC; veja antes e depois

Bombeiros trabalharam por 24 horas para controlar o fogo no início da semana

16/07/2021 - 13h25

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Imagem aérea do incêndio florestal no Quiriri
Imagem aérea do incêndio florestal no Quiriri
(Foto: )

O incêndio florestal que atingiu os Campos do Quiriri, na última terça-feira (13), deixou um cenário de destruição no Norte de Santa Catarina. Imagens captadas por satélites e divulgadas pela Epagri/Ciram mostram a área atingida pelo fogo e um comparativo do antes e depois da região..

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Os bombeiros informaram que a área dos Campos do Quiriri atingida pelo incêndio tem cerca de meio hectare, equivalente a cerca de 5 mil metros quadrados.

Ela abrange os municípios de Joinville, Garuva, Campo Alegre e Tijucas do Sul (PR). Foram aproximadamente 24 horas para conseguir controlar o incêndio.

Segundo o pesquisador da Epagri/Ciram e doutor em sensoriamento remoto, Kléber Trabaquini, as imagens de satélite podem ser utilizadas agora para mensurar com mais precisão a área afetada pelo fogo.

As imagens foram tratadas pelo pesquisador da Epagri/Ciram após serem captadas pelo Sentinel-2, um satélite europeu de observação da terra. Ele ainda fez um comparativo do mesmo local em 8 de julho (antes do incêndio) e 13 de julho (após ser atingido pelo fogo).

Local antes e depois do incêndio (8 e 13 de julho)
Local antes e depois do incêndio (8 e 13 de julho)
(Foto: )

O Ciram é unidade de pesquisa especializada em monitoramento ambiental e vem trabalhando com imagens de satélite para mapear com precisão áreas de cultivo de arroz e maçã em Santa Catarina. Uva e cebola estão na lista das cadeias produtivas a serem mapeadas por sensoriamento remoto.

Leia também:

Moradora de Joinville busca por calopsita de estimação desaparecida

Joinville terá voos de balão em campanha solidária; veja como participar

Colunistas