nsc
    dc

    Daniel Leipnitz

    Incubada do Miditec é a primeira startup parceira em projeto de pesquisa com a Petrobras

    O trabalho do ecossistema catarinense de tecnologia vem resultando em impactos nacionais  

    02/10/2019 - 06h55

    Compartilhe

    Por Tech SC
    (Foto: )

    (Foto: )

    Uma startup fundada em 2017 por três ex-alunos do laboratório de pesquisa em Ciências da Computação, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) se tornou neste ano a primeira startup parceira em projeto de pesquisa para a Petrobrás. Resultados como esse refletem o trabalho que vem sendo feito pelo ecossistema catarinense de tecnologia e inovação na construção de ambientes cada vez mais favoráveis ao desenvolvimento de empresas. Desde de junho, a startup catarinense Ltrace, que desenvolve soluções para análise de dados para a indústria de petróleo e gás, está em contrato com o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) desenvolvendo a parceria.

    O projeto da Petrobras cumpre com as normas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de aplicar anualmente 1% de seu orçamento em investimento em pesquisa, dos quais 10% devem ser destinados a empresas brasileiras. Esse valor tem como finalidade custear a execução do projeto, e tem como meio realizador o projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Um contrato inédito no Brasil, o objetivo do projeto é levar o desenvolvimento realizado na academia para a indústria.

    A forma como está estruturado o ambiente de tecnologia e inovação de Santa Catarina certamente contribui para que essa iniciativa tenha vindo daqui. Como exemplo, atualmente a LTrace integra o Miditec, incubadora de empresas de base tecnológica gerenciada pela Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e mantida pelo Sebrae/SC, eleita pelo UBI como a quinta melhor incubadora do mundo em 2018, e por quatro vezes pela Anprotec como a melhor do Brasil. A empresa participa ainda do ambiente acadêmico e circula em outros espaços de networking do Estado, o que permite adquirirem experiência nas diversas áreas que uma startup precisa atuar, para além de seu negócio em si.

    Os dados são claros: em 2018, as empresas da incubadora Miditec registraram faturamento de R$ 270,7 milhões, segundo levantamento interno realizado com as empresas incubadas e graduadas. Já o Tech Report 2019, estudo produzido pela Acate em parceria com a Neoway, dá conta de que Santa Catarina é o sexto maior estado em faturamento do setor de tecnologia, com R$ 15,8 bilhões anuais, correspondendo a 5,8% do Produto Interno Bruto (PIB) catarinense.

    Conviver neste ambiente proporciona às nossas empresas um amadurecimento que se reflete em resultados como este, a primeira parceria de startup com a Petrobras na história do país. Toda essa gama de iniciativas certamente poderá enriquecer em muito tanto o nosso Estado quanto toda a população brasileira.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas