nsc
an

Moacir Pereira

Injeção no turismo para ajudar na economia

Vinicius Lummertz solicitou a dilatação por um ano da isenção da exigência de visto para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália

23/07/2016 - 02h05

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Renato Igor (interino)

renato.igor@tvcom.com.br

A economia catarinense pode ganhar um fôlego caso o pleito do presidente da Embratur seja aceito pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra (D). O catarinense Vinicius Lummertz solicitou ao Itamaraty que permita, ao turista norte-americano que ingressar na Argentina, o acesso livre de visto no Brasil. O pedido é uma demanda dos operadores de turismo no Brasil.

Ocorre que a Argentina liberou o visto de entrada para os Estados Unidos. Segundo o ministro argentino do turismo, Gustavo Santos, a medida fez aumentar em 25% a presença dos americanos no país vizinho no primeiro trimestre de 2016. É uma possibilidade para a dinâmica cadeia econômica do turismo. O visitante americano vai conhecer as cataratas em Foz do Iguaçu, no Paraná. Santa Catarina, como Estado vizinho, pode entrar no roteiro – o visitante entra pela Argentina, sem precisar de visto, e via tríplice fronteira acessa o Brasil.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Lummertz solicitou, primeiramente, a dilatação por um ano da isenção da exigência de visto para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália. Em função dos Jogos Olímpicos, para incrementar o turismo, o benefício vai até o dia 18 de setembro. A proposta é estender mais um ano. O ambiente, entretanto, não é propício para facilidades em concessões de vistos ou isenção do documento. Ainda mais com a série de atentados em escala. A boate gay, em Orlando; Nice, na costa francesa e; ontem, o tiroteio em um shopping de Munique, na Alemanha.

Embora o país não faça parte da coalizão de forças internacionais de combate ao Estado Islâmico, a visibilidade da Olimpíada é o tipo de propaganda midiática que o grupo persegue. Qualquer espaço público ou aglomeração que representem o modo de vida ocidental passam a ser alvo. Seja deste grupo fanático ou de gente frustrada inspirada nos atos terroristas.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

Colunistas