nsc
dc

Tecnologia

Inovação aberta: Linklab completa 4 anos e acumula bons resultados

Iniciativa pioneira no Brasil tem como objetivo aproximar o ecossistema de inovação das grandes empresas

08/07/2021 - 06h00 - Atualizada em: 12/07/2021 - 16h20

Compartilhe

Por Redação NSC
Acate, Florianópolis
Acate
(Foto: )

Iomani Engelmann, presidente da Acate
Iomani Engelmann, presidente da Acate
(Foto: )

O programa de inovação aberta Linklab, fundado pela Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), completa quatro anos. A iniciativa pioneira no Brasil tem como objetivo aproximar o ecossistema de inovação das grandes empresas que buscam melhorar a cultura de inovação ou soluções tecnológicas para superar os desafios em seus negócios. 

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Um dos grandes benefícios da inovação aberta é que ambas as partes são favorecidas: as grandes empresas avançam com uma maior agilidade e as startups têm a oportunidade de aprender e ampliar mercado. Desde 2017, o programa busca fortalecer e unir o ecossistema catarinense. Dessa forma, apoiou mais de 60 negócios entre startups e corporações, com uma taxa de sucesso de 53%. 

Além disso, garantiu um aumento de 42% no faturamento médio das startups participantes. No total, mais de 30 grandes empresas nacionais e multinacionais fizeram parte da iniciativa, como WEG, Ambev, Whirlpool, Schulz, Governo do Estado de Santa Catarina, entre outras. 

> Experiência do cliente: como agradar um público cada vez mais seletivo

Participar do Linklab é, muitas vezes, uma porta de entrada para as startups avançarem seus negócios, crescerem e criarem soluções tecnológicas que ajudam no desenvolvimento econômico e social. 

As startups interessadas podem se inscrever durante o ano todo e esses negócios têm acompanhamento, em todo o processo, da equipe do Linklab, que oferece apoio especializado em diversas áreas, como a jurídica, RH, contábil, marketing e branding. 

Outra ação liderada pelo LinkLab é o grupo de Transformação Digital, que realizou projetos para promover a inovação em grandes empresas do setor de energia, como a CTG Brasil (China Three Gorges Corporation) e a Energisa. 

> Quem são as meninas coreanas que fazem sucesso nas figurinhas do WhatsApp

Além disso, estamos começando a implementar o projeto Innoway, que irá mapear a maturidade corporativa focando na inovação. Gerando, assim, um diagnóstico avançado com detalhes de como evoluir, de forma que integre o conhecimento dos líderes e colaboradores com uma inteligência artificial, criando diretrizes e prioridades para as empresas inovarem mais e melhor. 

Atualmente, o programa de inovação aberta da Acate possui três unidades físicas: no Centro de Inovação Acate Primavera, em Florianópolis, no CIA São José, em São José, e no Ágora TechPark, em Joinville. 

O LinkLab também comemora um ano da unidade virtual, criada no início da pandemia. Assim, permite a participação de empresas que estão geograficamente distantes desses espaços físicos. Também são ampliadas as oportunidades, já que conecta startups e corporações de todos os lugares do Brasil e do mundo, fortalecendo sua atuação nacional.

> “Percebo interesse de professores, mas também muitos empecilhos”, diz pesquisadora em gameficação

Prova disso é que 54% das startups inscritas em 2020 são de fora de Santa Catarina. Mas a ideia é expandir ainda mais essa iniciativa. Queremos que o LinkLab se transforme em uma rede nacional, em vários pontos do Brasil. 

O projeto é iniciar com os hubs virtuais para depois chegar a sedes físicas. Só em Santa Catarina, concebemos um LinkLab virtual em Chapecó e estamos em negociações com outros locais. Durante esses quatro anos do programa já evoluímos, seguimos conectando as empresas e gerando inovação e negócios não apenas para o ecossistema catarinense, mas para o país. 

Com a expansão do Linklab, esperamos impulsionar e incentivar as vocações econômicas das diferentes regiões, além de estimular a geração de emprego, renda e desenvolvimento social. 

Leia também

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Nevascas históricas em Santa Catarina; veja fotos e quando aconteceram

Efeitos colaterais da astrazeneca; veja os sintomas mais relatados

Colunistas