nsc
    dc

    MEIO AMBIENTE  

    Instituto do Meio Ambiente planta mais de 200 mudas em área atingida por incêndio na Serra do Tabuleiro  

    Parque da Serra do Tabuleiro teve cerca de 800 hectares consumidos pelo fogo   

    21/09/2019 - 12h25 - Atualizada em: 21/09/2019 - 12h27

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação DC
    Parque da Serra do tabuleiro
    Parque da Serra do Tabuleiro
    (Foto: )

    O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) iniciou neste fim de semana a série de ações programadas para recuperar área atingida por incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, na Grande Florianópolis. O fogo destruiu cerca de 800 hectares. Neste sábado (21), data que celebra o Dia da Árvore, foram plantadas cerca de 200 mudas na região. A ação contou com ajuda de mais de 100 pessoas da comunidade, segundo o instituto.

    O IMA destacou a iniciativa nas redes sociais:

    No próximo sábado (28), integrantes das equipes que atuam no parque, representantes da comunidade e voluntários vão percorrer as estradas no entorno da unidade para fazer a retirada de lixo. A iniciativa tem como objetivo não apenas limpar, mas também conscientizar as pessoas para não depositem materiais no local.

    O IMA vai elaborar ainda projeto de monitoramento de fauna e de reposição florestal com provável criação de viveiro de mudas. Além disso, também está programada a continuidade do trabalho de retiradas de pinus do Parque, principalmente, da região atingida pelo fogo.

    O planejamento de ações para restauração da área queimada foi elaborado durante reunião que ocorreu na última sexta-feira (13), um dia após o controle do incêndio no Parque. O encontro contou com a participação da comunidade, profissionais do IMA e Instituto Çarakura que faz a co-gestão da Unidade de Conservação.

    O incêndio

    O Parque da Serra do Tabuleiro sofreu com um forte incêndio na primeira metade de setembro. O fogo destruiu cerca de 800 hectares, segundo o IMA. Uma força-tarefa formada por Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar Ambiental atuou para combater as chamas.

    Todos os anos são registrados focos de incêndio no local. Porém, nesta ocasião, em virtude da estiagem e fortes ventos, as chamas se alastraram com maior intensidade e rapidez, tornando difícil o trabalho de combate.

    Apesar disso, e depois do uso de mais de 200 mil litros de água por terra e com o apoio dos helicópteros Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, e Águia, da Polícia Militar, o fogo foi controlado. As informações são do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

    ​Leia as últimas notícias do NSC Total​

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas