nsc

publicidade

Violência

Integrantes de banda punk de Joinville são atacados em São Bento do Sul

Polícia Militar informou que dois dos agressores têm a suástica nazista tatuada no corpo

13/06/2016 - 09h09 - Atualizada em: 13/06/2016 - 17h35

Compartilhe

Por Redação NSC
A banda banda Poluição Sonora, formada em 2013 em Jaraguá do Sul, ressurgiu em 2015, em Joinville
A banda banda Poluição Sonora, formada em 2013 em Jaraguá do Sul, ressurgiu em 2015, em Joinville
(Foto: )

Integrantes de uma banda punk de Joinville e amigos foram atacados na tarde deste domingo, 12 de junho, em São Bento do Sul, Planalto Norte de SC. Dos cinco, quatro agressores foram detidos pela Polícia Militar e levados até a Delegacia Regional, antes de serem encaminhados ao Presídio Regional de Mafra durante a tarde desta segunda-feira.

A banda Poluição Sonora chegava por volta das 15h15 de domingo em uma van com 11 pessoas para tocar num festival punk no Cartola's Bar, quando foi surpreendida pelos homens. Segundo a PM, os suspeitos, que fugiram do local, foram encontrados munidos de machado, martelo, estilete e faca.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

O vocalista da banda, Osival Fernandes da Silva, disse que foi até a delegacia registrar um boletim de ocorrência e fazer o reconhecimento dos suspeitos. Ele conta que nas fotos feitas pela polícia, é possível ver suásticas tatuadas pelo corpo dos agressores.

- Eu falei para o delegado, a gente não sabe de onde veio isso. Estou até agora sem entender. A gente busca igualdade para todo mundo - disse o vocalista, que relatou ainda que nunca passou por nada parecido e que não houve nenhum tipo de ameaça.

A PM confirmou que dois dos agressores tem a suástica nazista tatuada no corpo. Três são de Curitiba-PR e um de Agudos do Sul-PR. Eles devem responder por lesão corporal grave e associação criminosa.

Quando os policias chegaram ao local, conversaram com as vítimas, que sofreram lesões corporais consideradas graves e gravíssimas. A PM trata o caso como tentativa de homicídio.

Historiadores explicam ressurgimento do ideário nazista no Brasil

Um dos amigos da banda está internado no Hospital e Maternidade Sagrada Família, de São Bento do Sul. O vocalista disse que seu amigo teve a orelha praticamente decepada e levou nove pontos. Osival acredita que ele deve receber alta ainda nesta segunda.

O organizador do show, Rudinei Pires, que é uma das testemunhas, acredita que o ato de violência se deve ao preconceito dos agressores.

- A gente estava arrumando, preparando o barzinho e o pessoal de Joinville chegou. Aí apareceram cinco caras, que parecem neonazistas. Chegaram fazendo saudação nazista e foram para cima. O símbolo da banda é um A de Anarquia. Acho que foi por causa disso. O Punk Rock defende a igualdade, o respeito. Os neonazistas têm preconceito contra gays, negros, nordestinos - relata Rudinei.

Deixe seu comentário:

publicidade