publicidade

Homens de ferro

Ironman Brasil promete disputa acirrada e tem atleta local entre os favoritos em Florianópolis  

Igor Amorelli chega credenciado com os títulos das últimas duas edições catarinenses de metade da prova  

25/05/2019 - 15h35 - Atualizada em: 25/05/2019 - 15h33

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Igor Amorelli está entre os favoritos ao título do Ironman Brasil, em Florianópolis
Igor Amorelli está entre os favoritos ao título do Ironman Brasil, em Florianópolis
(Foto: )

O Ironman Brasil promete muitas disputas. Isso porque a organização mudou os critérios de classificação para o Mundial da franquia, que acontece em outubro, no Havaí. Anteriormente, havia uma ranking em que uma determinada soma de pontos garantia a presença. Agora, são os resultados da prova que oferecem a chance. Neste domingo, em Florianópolis, somente os campeões de cada categoria poderão estar no Mundial. A concorrência será forte também por conta de nomes de peso.

Na elite masculina, o grande destaque é Igor Amorelli. O mineiro radicado em Santa Catarina é dos favoritos entre os 25 triatletas. Ele venceu as últimas duas edições do Ironman 70.3 Florianópolis (metade da distância) e foi campeão há quatro anos. Entra na disputa em boa forma e muito confiante.

— Estou chegando bem, com uma consistência muito boa para esse começo de ano. Na teoria tudo se mostra muito bem, mas agora temos que colocar em prática. Estou animado e tem tudo para dar certo — descreve.

Outros 10 brasileiros competem na elite masculina. O Ironman Brasil tem participantes de 38 países e entre eles estará o norte-americano Andrew Potts, seis vezes top 10 no Mundial de Ironman. Ele e o dinamarquês Mikkel Mortensen também figuram entre os favoritos.

Entre as mulheres, são cinco competidoras na categoria elite. Quatro delas brasileiras: Pâmella Oliveira, (bicampeã do Ironman 70.3 Florianópolis), Bruna Mahn, Gisele Bertucci e Julia Kruger Romariz. Vem também a canadense Jennifer Lentzke.

A prova em Florianópolis, com base no P12, em Jurerê Internacional, vai contar com presenças ilustres da modalidade na competição por faixas etárias. O argentino radicado no Brasil, Oscar Galindez tem três títulos em Floripa (entre 2003 e 2007) e vai competir entre os triatletas de 45 a 49 anos. Outra grande nome é o norte-americano Ken Glah. A lenda de 54 anos foi dez vezes top 10 no Mundial de Kona e é membro do hall da fama da modalidade em seu país.

A primeira largada está marcada para as 6h45min de domingo, para a elite masculina. Cinco minutos depois largam a mulheres da elite. A partir das 7h os triatletas das demais categorias começam a prova em ondas. Eles nadam 3,8 km nas águas da praia de Jurerê Internacional, depois pedalam por 180km em duas voltas no percurso que vai até as proximidades do Trevo da Seta. Na corrida, estará montado um trajeto de quatro voltas nas mediações de Jurerê Internacional, totalizando os 42,2km.

Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao portal, ler as edições digitais do DC, AN e Santa e aproveitar os descontos do Clube NSC. Acesse assinensc.com.br e faça sua assinatura.

Deixe seu comentário:

publicidade