nsc
    an

    Roteiro

    Jaraguá do Sul lança guia com rota para igrejas e pontos de turismo religioso

    Entre os objetivos estão a valorização deste patrimônio e o incentivo de uma nova matriz econômica para o município

    15/09/2018 - 04h00

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Chiesetta Alpina, monumento à fé do imigrante erguido no alto do Morro da Boa Vista, recebe mais de 20 mil visitantes
    Chiesetta Alpina, monumento à fé do imigrante erguido no alto do Morro da Boa Vista, recebe mais de 20 mil visitantes
    (Foto: )

    Todos os meses, quando o dia 17 chega, pelo menos mil pessoas se dirigem a uma igreja no bairro Nereu Ramos, quase no limite entre Jaraguá do Sul e Corupá. É como se metade do bairro fosse à igreja ao mesmo tempo, mas são, em sua maioria, pessoas de outras cidades e Estados que ajudam a preencher cada espaço da nave central do templo — e este número duplica quando é 17 de abril, data em que o padre Aloisio Boeing faleceu.

    É por causa do religioso, morto em 2006, que acontece a peregrinação em direção ao local onde ele viveu seus últimos anos, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, em missas que celebram sua vida e pedem por sua beatificação. Essa movimentação virou um dos elementos propulsores para Jaraguá do Sul se voltar para o potencial do turismo religioso. Na última sexta-feira foi lançado o Guia de Atrativos Religiosos, que contém 30 espaços dedicados à fé para visitação na cidade.

    – Esse segmento tem crescido cada vez mais não só no Brasil, mas também no mundo. Então, fizemos o guia para o jaraguaense conhecer o que temos aqui e, depois, os turistas também descobrirem estes lugares – afirma o chefe de desenvolvimento turístico de Jaraguá do Sul, Giuliano Berti, responsável pelo roteiro.

    Segundo a Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, o Brasil movimenta mais de R$ 16 bilhões por ano decorrentes das viagens e do consumo de pelo menos 20 milhões de pessoas somente em excursões e passeios motivados pela fé. O país tem mais de 300 destinos com foco no turismo religioso.

    Na região Nordeste, por exemplo, ele é o segundo tipo mais comercializado, explicado principalmente pela visita de devotos do Padre Cícero em Juazeiro do Norte, no Ceará; e a romaria para o Santuário Bom Jesus da Lapa, na Bahia. Juntas, elas reúnem pelo menos 5 milhões de pessoas. É um número ainda distante dos registrados na visitação dos lugares mais populares de Jaraguá do Sul, mas a criação do tópico representa o início do movimento para incrementar o turismo de uma cidade que, até agora, manteve o foco de sua economia na indústria e no comércio.

    Igreja Apóstolo Pedro, no Centro, é um dos marcos da comunidade luterana na cidade
    Igreja Apóstolo Pedro, no Centro, é um dos marcos da comunidade luterana na cidade
    (Foto: )

    Roteiro tem obras católicas e evangélicas

    Para o diretor de desenvolvimento econômico, Marcelo Nazareno, a intenção é incentivar os fiéis que chegam à cidade por causa do padre Aloisio Boeing a conhecer outras paróquias e facilitar a criação de roteiro dos turistas que passam pelo "Caminho dos Príncipes" na região Norte de Santa Catarina, que reúne belezas naturais e construções que remetem à imigração europeia.

    A lista divulga igrejas e capelas católicas e evangélicas, além do Noviciado Nossa Senhora de Fátima e do Monumento a Fé do Imigrante Chiesetta Alpina. Este último, localizado em um terreno de 20 mil metros quadrados no alto do Morro da Boa Vista, recebeu pelo menos 20 mil visitantes em 2017 — número com base nas assinaturas do caderno de presença. O guia contempla edificações com relevância histórica, arquitetônica ou que são sede de manifestações religiosas.

    Confira o Guia de Atrativos Religiosos de Jaraguá do Sul em https://turismo.jaraguadosul.sc.gov.br/o-que-fazer

    Leia mais:

    Igrejas de Jaraguá do Sul tem singularidades e peregrinação por padre com pedido de beatificação

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas