nsc

publicidade

Último encontro

Jean e Napoleão fazem último debate antes da eleição nesta sexta-feira

Debate da RBS TV começa às 22h30min

28/10/2016 - 09h31

Compartilhe

Por Redação NSC

A dois dias do segundo turno, o eleitor blumenauense que ainda está indeciso sobre em quem votar terá a oportunidade de avaliar os dois candidatos a prefeito e decidir quais botões da urna eletrônica apertar no domingo. Por volta das 22h30min, Jean Kuhlmann (PSD) e Napoleão Bernardes (PSDB) se encontram no estúdio da RBS TV e discutirão propostas para o futuro da cidade no último debate antes da eleição.

Para o coordenador de jornalismo da RBS TV de Blumenau, Jefferson Douglas, o debate da emissora na véspera da disputa costuma ser importante para ajudar o eleitor a definir o voto.

- É na reta final que as pessoas se conectam com o tema eleição. A gente cria um ambiente para que eles possam discutir um com o outro, debatendo propostas e estratégias. Tem um clima maior de tensão, por isso, há todo um cuidado para que as regras sejam claras e haja equilíbrio no debate - avalia.

O momento é decisivo, e num cenário onde há ainda blumenauenses indecisos, os dois candidatos planejam ser propositivos hoje à noite. Ambos querem aproveitar a oportunidade para esclarecer seus projetos e ações para o futuro da cidade.

- Quero aproveitar o debate para deixar mais claro as nossas propostas para algumas áreas, como transporte coletivo, obras para a mobilidade urbana, saúde e educação - afirma Jean.

- Vou apresentar as propostas do que queremos fazer, prestar contas do que fizemos até aqui e responder as perguntas dos temas gerais que envolvem a nossa cidade - diz Napoleão.

Marcos Mattedi, sociólogo e professor do departamento de Ciências Sociais da Furb, pondera que a saturação do eleitor com o segundo turno deve fazer com que o cenário não se altere a partir do debate.

- Como o segundo turno foi relativamente longo e cansativo, de quase um mês, acredito que o eleitor já tem a opinião formada - aponta.

Mattedi avalia ainda que diferente do pleito passado, quando o índice de votos brancos e nulos caiu de 6,65% para 6,17% de um turno para o outro, a tendência é que esse número aumente.

- Uma parcela de eleitores do PCdoB e PT tende a não se ver alternativa entre Jean e Napoleão, que são de outro campo ideológico, por isso a tendência é aumentar brancos e nulos - pondera.

Deixe seu comentário:

publicidade