publicidade

Esportes
Navegue por

Futebol

JEC engorda o caixa graças às premiações da Copa do Brasil

Vaga na terceira fase rendeu mais R$ 680 mil ao Joinville. Na próxima fase, Tricolor encara o Gurupi

02/03/2017 - 18h19 - Atualizada em: 02/03/2017 - 18h26

Compartilhe

Por Redação NSC
Aldair (centro) marcou o gol da vitória na quarta-feira
Aldair (centro) marcou o gol da vitória na quarta-feira
(Foto: )

Se a classificação na Copa do Brasil ainda não representou um alívio para a crise de resultados, pelo menos para o orçamento do JEC a vaga foi muito bem-recebida. Com a confirmação da passagem à terceira fase, o Tricolor garantiu a premiação de R$ 680 mil. Este valor é o terceiro bônus que o clube conquista no torneio nacional.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br

Confira a tabela completa e a classificação do Campeonato Catarinense

Antes, pela participação, o Joinville assegurou R$ 250 mil. Na sequência, faturou mais R$ 315 mil por ter alcançado a segunda fase. O valor total de premiações até o momento é de R$ 1,245 milhão - aqui, não estão considerados os descontos. E a boa notícia é que há boas possibilidades de buscar um novo prêmio. Se chegar à quarta fase, o JEC receberá R$ 750 mil.

Antes, no entanto, será preciso eliminar o surpreendente Gurupi-TO, que desclassificou Londrina e Rio Branco-AC. Nesta etapa da competição, serão realizados jogos de ida e volta, com o gol fora de casa como critério de desempate. O primeiro duelo entre JEC e Gurupi ocorrerá na próxima quarta-feira, na Arena. O confronto decisivo será no dia 15, no Tocantins.

Pode vir mais

Caso confirme o favoritismo nas duas partidas, o JEC estará entre os dez melhores da atual etapa da Copa do Brasil. De quebra, chegará à marca de quase R$ 2 milhões em premiações - valor bruto. Hoje, a folha salarial tricolor gira em torno de R$ 450 mil - de acordo com informações do Portal da Transparência do clube. Na teoria, as bonificações representam o pagamento de quase quatro meses de salário.

Por enquanto, o JEC já recebeu as cotas de R$ 250 mil e R$ 315 mil. Os R$ 680 mil devem cair na conta até a próxima semana.Um alívio para quem teve prejuízo de R$ 407 mil no mês de janeiro.

Cotas de premiação

Participação - R$ 250 mil (já garantidos)

Classificação à segunda fase - R$ 315 mil (já garantidos)

Classificação à terceira fase - R$ 680 mil (já garantidos)

Classificação à quarta fase - R$ 750 mil

Classificação às oitavas de final - R$ 880 mil

Classificação às quartas de final - R$ 1 milhão

Classificação às semifinais - R$ 1, 25 milhão

Vice-campeonato - R$ 2 milhões

Título - R$ 6 milhões

Foco no Campeonato Catarinense

Passada a euforia pela classificação inédita à terceira fase da Copa do Brasil, o Joinville agora volta a concentrar forças na disputa do Campeonato Catarinense. Neste sábado, às 18h30, no Estádio Augusto Bauer, o Tricolor visita o Brusque, segundo colocado do turno.

A situação do Tricolor no Estadual é delicada. Com a vitória do Tubarão sobre o Criciúma, em jogo da sétima rodada realizado na noite de quarta-feira, a equipe caiu mais na classificação e agora ocupa a última colocação. Por enquanto, são apenas seis pontos em oito jogos.

Nesta sexta, às 16 horas, no CT, o técnico Fabinho Santos comandará a última atividades antes da partida em Brusque. A grande dúvida está na lateral direita. Titular contra o São Raimundo, o volante Roberto não poderá atuar porque está suspenso.

A opção pode ser Danrlei, que seria deslocado e abriria espaço para o retorno de Henrique Mattos, poupado na quarta-feira. No meio, Fabinho Alves deve deixar os titulares por causa de um grande desgaste.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação