publicidade

Cotidiano
Navegue por

Atraso

Joinvilense espera há um ano e meio por análise de pedido de aposentadoria pelo INSS 

Instituto afirma que demora acontece pela alta demanda de processos

10/07/2019 - 15h45 - Atualizada em: 10/07/2019 - 15h42

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Valmor consulta o site do INSS todos os dias em busca de novidades
Valmor consulta o site do INSS todos os dias em busca de novidades
(Foto: )

O joinvilense Valmor José Bucci, de 58 anos, entrou com um pedido de aposentadoria no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e está há quase um ano e meio na espera pela análise do processo. Em razão dessa demora, ele perdeu a estabilidade que tinha no emprego, foi demitido e ficou sem renda fixa.

Em março do ano passado, Valmor deu entrada no processo por meio de um advogado em Jaraguá do Sul. Ele afirma que desde então o INSS mudou a tramitação para diferentes agências de Joinville, mas não iniciou a análise da solicitação de aposentadoria.

A situação piorou ainda mais há dois meses, quando Valmor foi demitido do trabalho. Ele tinha estabilidade por estar próximo de se aposentar, mas como o processo no INSS demorou ele perdeu o direito e foi desligado do emprego.

— Eu já poderia estar aposentado e ganhando um dinheirinho por mês. A sorte é que ainda tenho um pouco de dinheiro guardado, mas fico pensando no que vou fazer quando ele acabar — relata.

Valmor acessa o site todos os dias para verificar se há novidades no processo, além de manter o contato frequente com o advogado. Enquanto isso, está à procura de um novo emprego para ter uma fonte de renda. No entanto, ele diz que tem sido difícil encontrar uma vaga, principalmente por causa da idade.

Em nota, o INSS disse que a demora na análise da solicitação se deve à demanda de processos nas unidades da gerência-executiva em Joinville. Segundo o instituto, o grande volume alonga o tempo levado para iniciar a análise. Um dia após a reportagem fazer contato com o INSS pedindo informações sobre o caso, Valmor afirmou que recebeu uma ligação do órgão pedindo a documentação necessária para dar sequência à tramitação.

O órgão explicou à reportagem que, no momento em que a análise foi iniciada, verificou-se que Valmor não possuía o direito à aposentadoria na data da entrada do requerimento (DER). No entanto, durante o lapso temporal em que o requerimento estava pendente de análise, o joinvilense passou a ter o direito ao benefício. Por isso, o INSS pediu que Valmor fizesse o pedido, por escrito, de alteração da DER.

A reportagem também perguntou ao INSS quanto tempo, em média, o instituto tem levado para realizar a análise dos pedidos de aposentadoria, se a demora tem acontecido em outros casos e quantas pessoas estão na fila aguardando em Joinville. No entanto, o órgão ainda não respondeu às solicitações.

Acesse outras notícias sobre Joinville e região no NSC Total

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação