publicidade

Economia
Navegue por

Economia

Joinville já arrecadou R$ 80 milhões em impostos municipais em 2019 

Com esse dinheiro, arrecadado de 1º de janeiro a 7 de fevereiro, você poderia receber três salários mínimos (média de ganho joinvilense), por mês, durante 2.236 anos

08/02/2019 - 07h15 - Atualizada em: 12/02/2019 - 16h06

Compartilhe

Luan
Por Luan Martendal
Arrecadação milionária em impostos no País passa R$ 300 bilhões
Arrecadação milionária em impostos no País passa R$ 300 bilhões
(Foto: )

De 1º de janeiro a 7 de fevereiro de 2019, os joinvilenses já pagaram R$ 80 milhões em impostos municipais, o maior valor registrado nos primeiros 38 dias do ano desde 2005, quando foi criado o medidor do Impostômetro, mantido pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A quantia é 9% mais alta que a arrecadada por Joinville até 7 de fevereiro do ano passado, quando contabilizou R$ 73,64 milhões até a data. Também nesta quinta-feira, o impostômetro nacional, que considera os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos, cravou a cifra de R$ 300 bilhões.

Exatamente às 11 horas de ontem, Joinville alcançou R$ 80.370.606,79 em arrecadação dos contribuintes, que engloba taxas e tributos como o Imposto Sobre Serviços (ISS), Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), entre outros. Para efeito comparativo, no ano passado este mesmo valor só foi atingido cinco dias mais tarde, em 12 de fevereiro.

Em Santa Catarina, os valores são mais semelhantes no período: até essa quinta-feira foram arrecadados R$ 11,89 bilhões contra R$ 11,21 bilhões – 3,91% do total da arrecadação no Brasil - na primeira semana de fevereiro de 2018. Os números demonstram que a tendência joinvilense é mais parecida com o cenário nacional, em que a marca de R$ 300 bilhões viria a acontecer em 10 de fevereiro de 2018, com três dias de diferença.

— Isto é um sinal de que a economia brasileira começou um pouco mais aquecida em 2019 — avalia Alencar Burti, presidente da ACSP.

Em contrapartida, segundo ele, o problema é quando o crescimento da arrecadação não se dá pelo consumo, mas devido ao aumento de alíquotas ou da criação de novos impostos. “O problema fiscal brasileiro está no lado dos gastos e não da receita”, considera.

No levantamento da associação, feito em tempo real, os dados sobre as arrecadações municipais são obtidas através da Secretaria do Tesouro Nacional, por meio da divulgação dos seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal, e dos Tribunais de Contas dos Estados. Outras fontes são consultadas para gerar o Impostômetro dos estados e no País, com o intuito de conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar do Poder Público, serviços com mais qualidade.

A arrecadação total de 2018 somou R$ 617 milhões em Joinville e R$ 2,3 trilhões em território nacional.

Cabe salientar que os valores correspondem ao saldo absoluto arrecadado ano a ano, sem considerar a correção monetária e as variações de taxas e tributos ao longo do período de análise.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação