nsc
an

Festival de Dança

Joinville recebe bailarinos de 21 Estados e quatro países a partir desta quarta-feira

Neste ano, Argentina, Paraguai, Suíça e Rússia ajudam a aumentar de 1.068 para 1.138 o número de coreografias da Mostra Competitiva

21/07/2015 - 17h26 - Atualizada em: 22/07/2015 - 03h52

Compartilhe

Por Redação NSC
João Pedro estuda na Zurich University of the Arts, na Suíça, e participará da Mostra Competitiva
João Pedro estuda na Zurich University of the Arts, na Suíça, e participará da Mostra Competitiva
(Foto: )

Acompanhe todas as informações na página AN no Festival

A Joinville dos próximos 11 dias molda sua rotina para acolher os 6,5 mil participantes do Festival de Dança, tradição que mantém há 33 anos. Neste período, as escolas viram alojamentos, os shoppings centers montam palcos, as casas noturnas recebem novos clientes e os arredores do Centreventos Cau Hansen são tomados por um espírito rejuvenescido.

Ninguém se impressiona com o volume de jovens andando em grupos ou com os bailarinos que aproveitam qualquer parada para se alongarem. Até mesmo a cidade que já está acostumada a receber novos moradores de diversas regiões parece ficar ainda mais plural. São 21 Estados brasileiros e quatro países representados por 404 grupos de dança.

Neste ano, Argentina, Paraguai, Suíça e Rússia ajudam a aumentar de 1.068 para 1.138 o número de coreografias selecionadas pelos curadores para a Mostra Competitiva, Meia Ponta e Palcos Abertos. As apresentações estarão diariamente no Centreventos, no Teatro Juarez Machado, no Expocentro Edmundo Doubrawa e em palcos alternativos até 1º de agosto.

A atração de abertura é "made in Joinville", mas com um toque russo. Depois de duas estreias com plateia lotada, em novembro e março, a versão de O Quebra-nozes da Escola do Teatro Bolshoi do Brasil é a responsável pelas boas-vindas.

O clássico é uma montagem assinada por Vladimir Vasiliev, patrono fundador da instituição, e garante um olhar totalmente novo sobre a coreografia repetida em todo o mundo.

O restante do Estado também está bem representado no Festival. São 71 grupos catarinenses confirmados. Na Mostra Competitiva, que reúne bailarinos iniciantes e mais experientes, participam grupos de Araquari, Balneário Camboriú, Barra Velha, Blumenau, Camboriú, Criciúma, Florianópolis, Gaspar, Itajaí, Joaçaba, São Bento do Sul e Timbó. A maioria ainda é de Joinville, com seis companhias competidoras nos gêneros dança contemporânea, danças populares e danças urbanas.

.::Confira a programação completa da Mostra Competitiva::.

Guia do Festival de Dança no celular

O Festival de Dança de Joinville é focado na arte do movimento, mas bem que poderia contar também com uma modalidade de corrida: quem chega à cidade entre 22 de julho e 1º de agosto para fazer cursos e oficinas, participar da Mostra Competitiva, dançar no Palco Aberto e ainda assistir a todas as apresentações que puder, precisa de agilidade para dar conta desta programação e não perder a hora.

Pensando nisso, "A Notícia" criou um "guia de bolso" com a programação completa do Festival de Dança e um roteiro para curtir Joinville neste período. Ele é mobile, quer dizer, feito especialmente para abrir no celular ou no tablet. São dicas de lugares para ir para a balada, sentar em um barzinho, fazer uma alimentação saudável, relaxar e, claro, conhecer melhor a Cidade da Dança e suas atrações.Para acessar, basta entrar em an.com.br/annofestival pelo celular.

Colunistas