nsc
dc

Feminicídio

Jovem morta com tiro no rosto é enterrada em Canelinha, na Grande Florianópolis 

Principal suspeito do crime, namorado da vítima está preso desde a tarde de sábado (10). Confirmado como feminicídio, caso será o 33º este ano em Santa Catarina 

11/08/2019 - 16h00 - Atualizada em: 12/08/2019 - 14h12

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Bruna Cardoso, de 21 anos, foi morta dentro do apartamento onde morava com o namorado
(Foto: )

O corpo de Bruna Cardoso, de 21 anos, foi enterrado na manhã deste domingo (11) no Cemitério Municipal de Canelinha, na Grande Florianópolis. A jovem foi morta no sábado com um tiro no rosto dentro do apartamento onde morava com o namorado. O rapaz, de 22 anos, é o principal suspeito do crime e foi preso horas depois pela Polícia Militar.

Ainda bastante abalada, a madrasta de Bruna, Rosilane Barbanabé, de 43 anos, contou à reportagem que a jovem e o namorado estavam morando juntos há três meses, no Centro de Canelinha. Rosilane também disse que a única coisa que a família sabe até o momento é que o crime foi cometido pelo rapaz. Ele teria confessado o crime após ter sido preso.

— A gente não consegue acreditar que isso aconteceu. A única coisa que queremos é que a justiça seja feita, porque ele não tinha o direito de tirar a vida dela — disse Rosilane.

Bruna Cardoso tinha duas filhas, uma de 4 e outra de 7 anos de idade. O namorado da jovem foi encontrado em uma área de mata na estrada geral dos Papagaios. A ação que culminou na prisão dele teve apoio de equipes com cão farejador e do helicóptero Águia. Confirmada a suspeita, este será o 33º caso de feminicídio registrado em Santa Catarine este ano.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

Colunistas