nsc
Ouça ao vivo

publicidade

Sistema prisional

Juiz que deu celular para preso filmar interior da cela em Joinville é afastado de caso

Decisão da terceira Câmara Criminal do TJ foi unânime

21/10/2019 - 17h19 - Atualizada em: 22/10/2019 - 12h56

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
Defensor dos direitos humanos, Buch é afastado da execução penal de um apenado
Defensor dos direitos humanos, Buch é afastado da execução penal de um apenado
(Foto: )

O juiz da vara de execuções penais em Joinville, João Marcos Buch, está impedido de atuar na execução penal do preso Fernando Amâncio Spier. O voto do relator, desembargador Ernani Guetten de Almeida, foi acompanhado pelos demais integrantes da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

O caso se refere a uma visita correcional em que o magistrado deu o próprio celular para o preso fazer imagens do interior das celas. Sobre o caso, o juiz João Marco Buch, conhecido nacionalmente pela defesa dos direitos humanos, explica:

— Eu entreguei o celular bloqueado e liberado para foto para que ele fotografasse o ambiente, uma vez que não havia como eu ultrapassar a grade. Isso ocorreu na presença do gerente prisional e dos agentes penitenciários. A partir dessas fotos, todas juntadas em procedimento por mim aberto, eu requisitei a presença do corpo de bombeiros e os urgentes reparos, tudo sendo atendido — concluiu.

A decisão se refere apenas ao detento Fernando Amâncio Spier.

João Marco Buch segue responsável pela execução penal de 9 mil presos em Joinville.

Leia também

Por cartas, detentos relatam situação de insalubridade no Presídio Regional de Joinville

Produção de fraldas na Penitenciária de Joinville pode gerar economia de R$ 380 mil

Reunião discute superlotação do Presídio Regional de Joinville

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade