nsc
    santa

    Violência

    Justiça define que Polícia Civil de Itajaí investigue assassinato de morador de Brusque

    Corpo foi encontrado no Rio Itajaí-Açu no dia 23 de agosto

    04/09/2020 - 17h11 - Atualizada em: 04/09/2020 - 17h14

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Bombeiros retiraram o cadáver do rio
    Bombeiros retiraram o cadáver do rio
    (Foto: )

    A Justiça definiu nesta semana que a Polícia Civil de Itajaí investigará a morte de Amailton José dos Santos. O corpo dele foi encontrado no Rio Itajaí-Açu no domingo de 23 de agosto, em Itajaí. O motorista de aplicativo, que morava em Brusque, estava desaparecido desde o dia 13, quando teria ido a Blumenau buscar uma cliente.

    > Que tal receber notícias de Blumenau e região direto no seu Whatsapp? É só clicar e confirmar.

    Conforme a delegada Flávia Gonçalves, que abriu o inquérito para investigar o desaparecimento, Amailton foi amarrado antes de ser jogado na água. O carro dele havia sido deixado em uma rua do Centro 1 de Brusque por um homem um dia depois do sumiço. A vítima morava com o irmão e estava separado da ex-esposa. Foi o irmão que registrou o boletim de ocorrência dois dias depois do desaparecimento. Segundo informações apuradas pela delegada antes do surgimento do corpo, ele não tinha inimigos ou passagens policiais.

    > Projeto prevê teste toxicológico para candidatos a prefeito e vereador em cidade de SC

    Como não há indicativos de que o crime tenha ocorrido em Brusque e o corpo foi encontrado em Itajaí, o delegado Alex Bonfim Reis perguntou ao judiciário se caberia ao Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Brusque continuar com as investigações. A Justiça então decidiu encaminhar o caso a Itajaí para que sejam apuradas a autoria e motivação do assassinato.

    As imagens do homem que abandonou o veículo de Amailton devem auxiliar na apuração. Por enquanto nenhum suspeito foi identificado.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas