publicidade

Vai e vem

Justiça determina prisão preventiva de homem que foi solto após ser detido com fuzil AR-15, em Florianópolis  

Um homem de 20 anos foi preso em flagrante com um fuzil AR-15, mas horas depois foi solto em audiência de custódia

20/01/2019 - 08h36 - Atualizada em: 21/01/2019 - 08h23

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Fuzil AR-15 encontrado com homem em Florianópolis
Fuzil AR-15 encontrado com homem em Florianópolis
(Foto: )

A Justiça de Santa Catarina determinou a prisão preventiva do homem de 20 anos que havia sido preso em flagrante na madrugada de sábado (19) com um fuzil AR-15 em Florianópolis, mas que foi solto horas depois em audiência de custódia realizada no Fórum da Capital. Poucas horas após o pedido, o homem foi preso pela Polícia Militar.

O decreto de prisão foi feito em regime de plantão, na madrugada deste domingo (20), pela desembargadora Bettina Maria Maresch de Moura, depois que o Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) ingressou com uma medida cautelar.

A justificativa do MP-SC para o pedido de prisão preventiva é que o fato é de "extrema gravidade, pela ofensa à tranquilidade pública, uma vez que diz respeito a posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e há suspeita de (participação) em organização criminosa". A pena para o crime de posse ilegal de arma de fogo, caso condenado, é de três a seis anos de cadeia.

Relembre o caso

Na madrugada de sábado (19), um homem de 20 anos foi preso em flagrante com um fuzil AR-15, em Florianópolis. Horas depois, o homem foi solto em audiência de custódia realizada no Fórum da Capital.

A liberdade, concedida pela juíza plantonista Ana Luisa Schmidt Ramos, baseou-se no argumento de que o rapaz não tem passagem pela polícia, é réu primário e não demonstra "a periculosidade social efetiva e a real possibilidade de que o conduzido, solto, venha a cometer infrações penais".

Neste domingo (20), após pedido do MP-SC, a juíza plantonista Bettina Maria Maresch de Moura determinou a prisão preventiva do homem.

Arma de guerra

O fuzil de plataforma AR-15 estava escondido em uma casa no bairro Monte Verde, em Florianópolis. Trata-se de uma arma de fabricação americana, com capacidade de fazer disparos em rajadas.

No Brasil, somente as forças armadas têm autorização para usar armamentos do mesmo calibre. Além do fuzil, também foram encontradas 30 munições intactas.

— As melhores forças mundiais usam esse fuzil. Tem um poder de fogo muito grande, é uma arma de guerra — diz o tenente Eduardo Moraes Rieger, oficial do 4º Batalhão da PM na Capital.

Conforme a Polícia Militar, o fuzil estava em posse de um grupo ligado a uma facção criminosa, que fez uso de armas de grosso calibre em roubos recentes na região. A PM também disse que a arma poderia ser usada para atacar a corporação em retaliação à morte de João Augusto de Anhaia - conhecido como Seco -, no Morro do Caju, no início deste ano.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

Deixe seu comentário:

publicidade