nsc

publicidade

Danos morais

Justiça determina que banco indenize cliente chamado de 'burro' por funcionário em agência de Florianópolis 

Decisão do Juizado Especial Cível do Foro do Norte da Ilha estipulou indenização de R$ 2 mil por danos morais

13/06/2019 - 17h57 - Atualizada em: 13/06/2019 - 18h12

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
agência bancária
(Foto: )

A Justiça determinou que um cliente chamado de "burro" por um funcionário de um banco em Florianópolis seja indenizado em R$ 2 mil por danos morais. O xingamento ocorreu quando o cliente pediu orientação ao funcionário depois de fazer uma transferência errada.

A decisão, proferida nesta segunda-feira (10), é do juiz Alexandre Morais da Rosa, titular do Juizado Especial Cível do Foro do Norte da Ilha, e foi divulgada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) nesta quarta (12).

"O autor (...) comprovadamente foi xingado e destratado em público, por funcionário do banco (...) no exercício de suas funções laborais, tendo sido chamado de 'burro', palavra que, na vertente pejorativa, significa indivíduo ignorante, estúpido, sem inteligência', conforme dicionário on-line de português", destacou Morais da Rosa.

O magistrado entendeu que a responsabilidade pelo erro no depósito é da agência bancária porque é obrigação da instituição se certificar sobre o banco favorecido com a transferência, "já que isso diz respeito à atividade essencial que presta, qual seja, realizar operações no âmbito do mercado financeiro".

O banco também foi condenado a ressarcir a correntista que seria beneficiada com a transferência de recursos em R$ 4 mil.

Leia também:

Adolescente tem direito a indenização após perda de cabelos causada por uso de creme

Hospital do Oeste de SC é condenado a pagar indenização a família por morte de bebê

Escola de Blumenau é condenada a pagar indenização a cabeleireiro que sofreu ataque homofóbico em gincana

Deixe seu comentário:

publicidade