nsc
santa

Violência doméstica

Justiça mantém prisão de homem que agrediu mulher com chicote no Alto Vale

Juiz proibiu o homem de se aproximar da vítima caso seja solto e também não pode fazer contato com a família dela

20/12/2021 - 13h14

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Vítima foi impedida de sair de casa para buscar ajuda após as agressões
Vítima foi impedida de sair de casa para buscar ajuda após as agressões
(Foto: )

A Justiça converteu em prisão prevetiva o flagrante do homem que bateu na companheira com um chicote na manhã deste domingo (19) em Apiúna, no Vale do Itajaí. A juíza de plantão, Manoelle Brasil Soldati Bortolon, também o proibiu de se aproximar da vítima caso seja solto durante as investigações do caso.

O homem não pode manter contato e nem citar nas redes sociais os nomes da mulher ou de familiares dela. As determinações valem até a conclusão do inquérito. 

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Neste fim de semana, o homem agrediu a mulher com um chicote em frente aos filhos pequenos dele. Na casa também estavam uma irmã, a filha e o genro da vítima. O agressor ainda teria desferido socos e pontapés contra a companheira. Depois a impediu de deixar a casa para buscar ajuda. 

Uma testemunha chamou a Polícia Militar e o homem foi preso em flagrante por violência doméstica, enquadrado na Lei Maria da Penha. 

Histórico

Há 15 dias a Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do homem. Os agentes buscavam por armas de fogo, mas nenhum foi encontrada na residência. A ordem judicial era referente à denúncia de ameaça aos vizinhos. 

Leia também

> Três venezuelanos são mortos após briga em Camboriú

> Cliente mata comerciante com 13 tiros na frente da esposa em SC

> Bêbado provoca acidente e mata criança de cinco anos

Colunistas