nsc
dc

Investigação

Justiça mantém prisão de suspeito de esfaquear jornalista da TV Globo em Brasília

Jovem de 19 anos foi preso na sexta-feira (15); repórter segue em recuperação no hospital

17/04/2022 - 11h51

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Gabriel recebeu dez facadas em várias partes do corpo
Gabriel recebeu 10 facadas em várias partes do corpo
(Foto: )

A Justiça do Distrito Federal manteve a prisão de José Felipe Leito Tunholi, um dos suspeitos de esfaquear o jornalista Gabriel Luiz, da TV Globo, em Brasília. Ele foi detido na sexta-feira (15) pela Polícia Civil. As informações são do g1 DF.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A prisão do homem, de 19 anos, foi convertida em preventiva neste domingo (17) após ele passar por uma audiência de custódia. Com isso, ele deve ficar preso por tempo indeterminado. 

Além dele, um adolecesnte de 17 anos também foi apreendido por suspeita de participação no crime. Porém, não foram divulgadas informações a respeito da audiência dele por se tratar de um menor de idade. 

O crime ocorreu na quinta-feira (14). Gabriel Luiz voltava de um bar com amigos quando foi atacado pela dupla. Ele recebeu ao menos dez golpes de faca em várias regiões do corpo. O jornalista segue em recuperação no hospital. 

Testemunhas relatam que um dos suspeitos segurou a vítima para o outro esfaquear. A agressão só parou porque um vizinho viu a cena e gritou.

De acordo com a Polícia Civil, o caso é tratado como tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). Em depoimento, os dois teriam afirmado que assaltaram Gabriel porque ele estava caminhando sozinho e que não conheciam o jornalista.

Leia também: 

Polícia encontra celular de repórter da TV Globo esfaqueado em Brasília

Mapa mostra possível local de queda de avião de SC na Argentina

Repórter da TV Globo recebeu “mata-leão” antes de ser esfaqueado

Colunistas