nsc

publicidade

De bom tamanho

Kleina destaca inteligência da Chapecoense e valoriza "ponto precioso"

Verdão do Oeste fica no 0 a 0 contra o Figueirense se mantém na vice-liderança

15/02/2018 - 08h25

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

A Chapecoense usou a inteligência contra o Figueirense pela oitava rodada do Campeonato Catarinense 2018. O técnico Gilson Kleina disse que era preciso usar a cabela para enfrentar o líder da competição e único invicto. Até por isso, o empate por 0 a 0, no Orlando Scarpelli, foi comemorado pelo treinador. Isso porque, o Verdão do Oeste se mantém como vice-líder e a um ponto do adversário.

– A equipe tentou a vitória o tempo todo. Tentamos os três pontos. Enfrentamos o líder aqui e em um grande momento. É um ponto precioso, pois não deixamos o líder distanciar. Agora temos mais um clássico no domingo. A gente sabe que o Figueirense é postulante ao título, mas viemos de uma maratona. Era preciso ser inteligentes – disse o treinador.

Kleina lamentou apenas o fato de não conseguir dar maior sequência para alguns jogadores. O atacante Guilherme, por exemplo, estava com virose e, assim, precisou ser poupado nos jogos passados. Agora, no domingo, o treinador não terá o volante Amaral, que cumprirá suspensão automática após receber o terceiro cartão amarelo contra o Figueirense

– A técnica é uma somatória. Alguns jogadores precisam de condições melhores. O Guilherme voltou depois de uma virose. Não estamos conseguindo dar sequência. A Chapecoense tentou fazer o jogo fluir. Tivemos quatro ou cinco chances. Mas é claro que temos que melhorar no setor de criação e ser efetivo, pois nem sempre teremos chaces.

Com 17 pontos, a Chapecoense volta a campo no domingo, às 17h, quando recebe o Avaí, na Arena Condá, em partida que encerra o turno do Campeonato Catarinense.

Confira mais notícias sobre o Campeonato Catarinense 2018

Confira a tabela do Estadual.

Deixe seu comentário:

publicidade