nsc

publicidade

Triste sobrevivência

Lua de mel foi interrompida pelo acidente em Alfredo Wagner

Maria Adriana perdeu o marido, Pedro Paulo, com a queda do ônibus em uma ribanceira às margens da BR-282

11/01/2015 - 17h16 - Atualizada em: 12/01/2015 - 07h20

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Pedro Paulo Schwab, de 45 anos, e Maria Adriana Schwab, de 40 anos, tinham o mesmo sobrenome há dois dias. Eles se casaram no civil na última sexta-feira e vinham juntos para Florianópolis passar duas semanas de lua de mel na casa de parentes. A comemoração foi interrompida por um imprevisto neste domingo: um acidente com o ônibus em que vinham para a Capital de Santa Catarina, perto do município de Alfredo Wagner. Vinham do município de Soledade, no Rio Grande do Sul.

Adriana foi levada para Hospital Nossa Senhora das Graças, em Bom Retiro, cidade próxima ao local do acidente, de onde recebeu alta. Seu cunhado, José Lopez, procurava pelos dois desde que o ônibus em que viriam não chegou às 5h da manhã na rodoviária.

- Recebemos a informação de que ele faleceu. Está no IGP de Lages - disse o cunhado de Pedro Paulo no final da tarde de domingo.

::: Identificadas vítimas do acidente em Alfredo Wagner

Ele relatou também que a esposa já desconfiava do falecimento do marido após não tê-lo encontrado no hospital em que foi socorrida. Ela estava muito abalada e entrou em choque ao perceber a situação.

Pedro Paulo foi ao banheiro pouco antes do acidente. Teve apenas o tempo de sentar antes de o ônibus começar a balançar, um pouco antes de cair na ribanceira ao lado da BR-282. Seu cunhado disse que ele nem teve tempo de colocar de volta o cinto de segurança.

A família já soube da notícia, mas ainda vai a Lages reconhecer o corpo de Schwab. Desde de manhã, Lopez e sua filha buscavam informações sobre o paradeiro de Pedro Paulo e Adriana. Conseguiram, ainda de manhã, localizá-la no hospital de Bom Retiro. Por volta do meio dia, buscavam informações sobre o esposo dela no Hospital Regional de São José, mas não conseguiram encontrá-lo no local. Descobriram à tarde que o acidente tinha sido uma tragédia para o casal de familiares.

O acidente

O ônibus da empresa Reunidas saiu de Posadas, na Argentina, praticamente vazio. Os primeiros passageiros brasileiros ingressaram em São Borja, já no Rio Grande do Sul. O coletivo prosseguiu assim até Passo Fundo, onde chegou às 21h30min de sábado. Delá, saiu lotado com destino a Florianópolis. A queda aconteceu em uma ribanceira na BR-282, na cidade de Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis. O acidente aconteceu por volta das 3h30min deste domingo, no km 109 da rodovia.

Sete pessoas morreram no local, entre elas o motorista do ônibus, identificado como Marcos R. L. Machado, além de uma criança. Outras duas vítimas morreram no Hospital Regional de São José.

::: Primeiro bombeiro a chegar no local fala sobre o resgate

::: Leia todas as notícias sobre o acidente na BR-282 em SC

A empresa Reunidas informou que está se mobilizando para prestar assistência às vítimas. Para os familiares que buscam informações sobre o acidente, a empresa disponibiliza o telefone (49) 3561-5591. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Geral de Perícias (IGP) de Lages.

Entenda o acidente:

Veja, em vídeo, como ficou o ônibus:

Veja imagens do acidente:

Veja no mapa o local que o ônibus caiu da ribanceira:

Deixe seu comentário:

publicidade