nsc
    nsc

    Notícia

    Mãe conta o desespero que passou com a filha doente em terminal de Florianópolis

    11/12/2013 - 12h34 - Atualizada em: 11/12/2013 - 12h38

    Compartilhe

    Por Redação NSC

    Um dia depois do ato heroico dos funcionários da Transol que salvou a vida de uma bebê, encontramos Paloma Ribeiro da Cunha, 21 anos, e sua filha Nicolly, de um ano e quatro meses, novamente no Hospital Infantil para a realização de uma bateria de exames.

    Na segunda-feira, dia 9, Paloma já havia passado parte do dia no Hospital Infantil com Nicolly. A menina estava com muita febre, mas depois de medicada melhorou e recebeu alta. Na terça-feira bem cedo, Paloma foi medir a temperatura da filha, e se desesperou quando viu que passava dos 40 graus:

    - Quando vi que ela estava com mais de 40º de febre e ruinzinha, chamei minha amiga e saímos correndo, de pijamas e descalça. Bem na hora o ônibus tava passando, daí acenei para ele parar. Dentro do ônibus ela começou com convulsões, e eu só pedia que me ajudassem - conta Paloma.

    Ela lembra que na confusão nem lembrou de perguntar o nome dos homens da Transol que a ajudaram, mas fez questão de passar no terminal depois para agradecer. Ainda preocupada com a saúde da filha, agora aguarda os resultados dos exames, mas tem esperança que não seja nada grave.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas