nsc

publicidade

Em busca do sonho

Maior seletiva de dança do Brasil ocorre em Joinville neste fim de semana

Cerca de 780 candidatos com idades de oito a 17 anos tentam uma vaga para a Escola Bolshoi

18/10/2019 - 21h32 - Atualizada em: 18/10/2019 - 21h38

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
foto mostra menina com uma das pernas à frente do corpo em um teste físico da escola bolshoi
Crianças como Isabella Orsa, de oito anos, participaram de bateria de testes
(Foto: )

O aniversário da pequena Isabella Orsa neste ano foi diferente. Na mesma data em que completa oito anos, Isabella estava entre os 780 candidatos vindos de diferentes estados do Brasil e países da América-latina para a maior seletiva de dança do país, realizado neste fim de semana na Escola do Teatro Bolshoi.

Enquanto aguardavam para realizar as etapas, na rodinha de colegas que ela fez durante a audição o que menos se via era quietude. Uma mostrava a outra os movimentos de danças que dominavam. Os olhos de Isabella radiavam o que de mais profundo havia em seu coração: a vontade de dançar.

— Eu quero ser bailarina. E também atriz de televisão — diz ela.

Entre os dias 18 e 20 de outubro Joinville recebe candidatos nascidos de 2008 a 2010, que concorrem a 40 vagas para ingresso na primeira série da Escola Bolshoi. Em 2019, a escola realizou pré-seleções em 14 estados brasileiros mais o Distrito Federal, totalizando 38 cidades, além de inscrições via site. No total foram 5.273 candidatos inscritos.

Para o presidente da instituição, Valdir Steglich, a seleção representa o crescimento sólido e firme da escola nos últimos anos não só no Brasil, mas também fora do país.

— Formamos bailarinos de alta performance aqui. As grandes companhias enxergam, na escola, um seleiro de futuros bailarinos para suas companhias. Eles veem uma oportunidade de buscar esses profissionais. Os bailarinos saem daqui consagrados – completa.

E adianta:

— Nosso objetivo é segurar esses talentos pra criarmos uma companhia de dança.

Para as pré-seleções, a escola considera ir aos locais do país para alcançar crianças que não teriam a oportunidade de participarem dos processos na cidade catarinense. A coordenadora da seleção da escola Bolshoi no Brasil, Sylvana Albuquerque, explica que a ida da escola desperta o desejo nelas e as encoraja a participar do processo, além da proximidade com os familiares dos possíveis candidatos.

— Além disso, hoje nós temos um índice de empregabilidade de 72%. Isso também faz com que os pais entendam que trazer a criança para o Bolshoi vai coloca-las no mercado profissional para estarem aptas para qualquer companhia do mundo — destaca.

Passado o processo pré-seletivo, a etapa final a ser realizada aos novos alunos que farão parte da escola a partir de 2020, e que é cumprida em Joinville, consiste em duas etapas: a médico-fisioterápica e a artístico-musical e cognitiva.

Entre as etapas, os candidatos tem longos momentos de espera
Entre as etapas, os candidatos tem longos momentos de espera
(Foto: )

Como funciona a seleção da Escola Bolshoi

Assim como a pequena Isabella, todos os candidatos passaram pelas mesmas salas e corredores durante as primeiras partes da etapa final de seleção. O processo começou na sexta-feira (18) pela manhã, sendo dividido por partes a serem realizadas durante a tarde de sexta e a manhã de sábado. A etapa médica é eliminatória e o resultado dos alunos classificados para a próxima fase é divulgado no início da tarde de sábado.

O processo consiste em avaliações físicas por profissionais da área da saúde como fisioterapeutas, médicos e professores de educação física. Eles analisam postura; estrutura; habilidades físicas, motoras; frequência cardíaca e respiratória; percentual de massa corpórea; somatotipo, força, musculatura e articulações.

— São diversas medidas que vão dizer se a criança é longilínea (membros alongados e finos), normolínea (estatura mediana), brevilínea (estatura baixa e larga). Nós procuramos determinados biótipos para a dança porque tratamos de uma escola técnica profissionalizante. Por ser uma profissão, requer algumas condições físicas. Mas é claro que a dança é para todo mundo — acrescenta Sylvana.

Além disso, a coordenadora salienta que, por receberam uma grande carga de atividades físicas ao longo dos dias, o biótipo da criança deve seguir a uma serie de requisitos, deve estar o mais saudável possível e apto para receber essas atividades.

Na avaliação postural, os profissionais verificam desvios de coluna, quadril, joelho, pé, ombros, cabeça a analisam a condição geral do candidato. Além disso, é realizada uma avaliação específica para verificar o potencial. São movimentos inerentes à dança, onde vai ser analisado o potencial do candidato pra se desenvolver dentro do método proposto pela escola.

Os dados gerais clínicos dos candidatos também são avaliados: coração, pulmão, curva de crescimento, existência de tumoração e testes ortopédicos. A partir disso, os dados são cruzados e os candidatos selecionados para a etapa artístico-musical cognitiva.

— Quem não vai pra artística, em momento algum quer dizer que tem alguma alteração médica. A gente está vendo o candidato como um todo pra verificar o mais apto para próxima etapa – salienta.

Jovens tem estrutura física testada para verificar se poderão ser submetidos à carga de aulas e treinamento que a formação do Bolshoi exige
Jovens tem estrutura física testada para verificar se poderão ser submetidos à carga de aulas e treinamento que a formação do Bolshoi exige
(Foto: )

Etapa artístico-musical e cognitiva

A segunda e última etapa da seletiva muda de acordo com a idade dos candidatos. Para as crianças entre nove e 11 anos, são realizados testes cognitivos de matemática, interpretação de texto e criação de desenhos. Na prova musical, são feitos exercícios que verificam a musicalidade dos candidatos e não há necessidade de saber tocar instrumentos. São palmas, ritmos e habilidades de coordenação motora. Após isso, os candidatos são direcionados a uma aula com professores russos e brasileiros, sem necessidade de conhecimento em dança.

— Tudo isso para ver quem está mais apto nesse momento pra entrar no nosso método – diz Sylvana.

Já para os alunos entre 12 e 18 anos, além de não haver a necessidade de prova cognitiva, o nível de conhecimento técnico em dança é um dos fatores principais. Esses candidatos fazem a etapa médica, assim como as crianças, porém quanto maior a idade do candidato, maior vai ser a exigência com relação à técnica.

— Neste caso, avaliamos se o candidato está de acordo com o perfil da turma que já existe no Bolshoi. Porque estes não iniciam uma turma. É preciso se encaixar ao perfil da turma que já existe – explica.

Os resultados dos novos aprovados para integrar a equipe de bailarinos do Bolshoi em 2020 saem na próxima segunda-feira (21), por meio do site https://www.escolabolshoi.com.br/

Deixe seu comentário:

publicidade