publicidade

Futebol 

Marcílio Dias e Brusque empatam em 1 a 1 e veem líderes se distanciarem no Catarinense 

Marinheiro saiu na frente com gol de Sabiá, mas visitantes conseguiram igualdade com gol do artilheiro Hélio Paraíba 

27/01/2019 - 19h17 - Atualizada em: 27/01/2019 - 19h35

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
Marinheiro abriu placar no primeiro tempo, mas sofreu empate na segunda etapa com gol de pênalti
Marinheiro abriu placar no primeiro tempo, mas sofreu empate na segunda etapa com gol de pênalti
(Foto: )

O Marcílio Dias empatou em 1 a 1 com o Brusque na tarde deste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Catarinense. O atacante Sabiá marcou o primeiro para o rubro-anil das Avenidas e Hélio Paraíba, artilheiro do campeonato, garantiu o empate para os visitantes.

O time de Itajaí ainda vinha empolgado pela primeira vitória conquistada na competição e almejando o segundo resultado positivo para não se afastar dos líderes do campeonato, Figueirense e Chapecoense.

Do outro lado da rodovia Antônio Heil, o rival Brusque visitou o Marinheiro com novo treinador – Marcelo Caranhato assumiu o time na sexta-feira – e com o desafio de conseguir fora de casa a primeira vitória na competição, já que até este fim de semana o time tinha apenas dois empates e uma derrota.

No fim das contas, o empate em 1 a 1 não serviu nem para o Marcílio, que caiu para o quinto lugar e perdeu a chance de ficar no grupo dos quatro primeiros, e nem ao Brusque, que terminou a rodada no mesmo sétimo lugar, com apenas três pontos – Tubarão e Criciúma fecham a rodada na noite deste domingo e podem alterar a classificação na parte de baixo.

Com vitórias na rodada, Figueirense e Chapecoense se isolaram ainda mais na dianteira do Catarinense, com 12 e 10 pontos, respectivamente. Avaí, com 7, e Hercílio Luz, com 5, fecham o G-4 até o jogo da noite.

No primeiro tempo, o Marcílio Dias teve mais posse de bola, mas o jogo foi aberto. Se Hélio Paraíba perdeu uma chance clara de gol para o Brusque, Juninho Tardelli também desperdiçou a chance de o Marinheiro abrir o placar. Aos 37 minutos, Luanderson ajeitou de cabeça para Sabiá, que invadiu a área pelo lado esquerdo e bateu na saída do goleiro Zé Carlos: 1 a 0 Cílio.

Sabiá abriu o placar, mas gol gerou reclamação da equipe de Brusque
Sabiá abriu o placar, mas gol gerou reclamação da equipe de Brusque
(Foto: )

O gol do Marinheiro gerou reclamação da equipe do Brusque, que deixou o campo reclamando de impedimento de Sabiá na hora do toque de Luanderson. O técnico Marcelo Caranhato, que estreava no comando técnico do time do Vale do Itajaí, chegou a ser expulso antes do intervalo.

No segundo tempo, o Brusque voltou com mais fome de gol. Aos 12 minutos, em triangulação dentro da área, Jefferson Renan foi derrubado pelo zagueiro Rogélio, que havia acabado de entrar. O atacante Hélio Paraíba foi para a bola e bateu no lado esquerdo do goleiro, empatando a partida. Foi o quarto gol na competição marcado por Hélio Paraíba, que é o artilheiro isolado do Catarinense.

O segundo tempo seguiu em um ritmo cadenciado, com as equipes buscando a vantagem em cobranças de falta pelo lado do campo. Aos 32 e aos 38 minutos, Zé Carlos impediu duas chances claras de gol do Marcílio Dias, salvando o Brusque. Aos 44 minutos, o lateral esquerdo do Brusque, Airton, ainda foi expulso depois de uma falta dura na direita do ataque marcilista. No último lance, o Marcílio ainda tentou levar perigo com uma falta pelo lado direito, mas não conseguiu mexer no placar, que terminou mesmo em 1 a 1.

Hélio Paraíba, de pênalti, empatou e fez o quarto dele no Catarinense
Hélio Paraíba, de pênalti, empatou e fez o quarto dele no Catarinense
(Foto: )

Na próxima rodada, o Marcílio enfrenta o Avaí, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí. Já o Brusque vai ao Sul do Estado, onde enfrenta o Criciúma. As duas partidas ocorrem na quarta-feira, às 21h.

Clique aqui e leia mais notícias de esporte em santa.com.br

Deixe seu comentário:

publicidade