nsc
    dc

    Galego

    Marquinhos está próximo de terceiro acesso com o Avaí

    Ídolo da torcida, os números mostram a importância dele ao clube

    18/11/2016 - 04h31 - Atualizada em: 18/11/2016 - 04h32

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Marquinhos é, hoje, o maior ídolo de um time em Santa Catarina e não só por sua postura de liderança, mas também por sua trajetória. Enquanto alguns clubes preferem deixar de lado ídolos, o Avaí decidiu abraçar M10, assim como ele abraça o time. Essa troca de carinho traz resultados. A dedicação dele, mesmo em condições adversas, como agora, é exemplar.

    Pela terceira vez, ele pode ajudar o clube a chegar à Série A, algo que parecia improvável no início da temporada.

    – Era difícil, até porque eu não sabia que iria voltar a jogar, ainda mais em alto nível. A equipe teve um crescimento muito grande, ainda mais no segundo turno. Era um ano difícil, em todos os sentidos, e trabalhamos para mudar isso. Quem ama o Avaí não pode virar as costas nos momentos ruins. No momento bom, o torcedor vai aparecer. As pessoas que viraram as costas, agora devem estar se lamentando, pois quem ama o Avaí estava todo dia trabalhando, buscando e treinando aqui. A gente batalhou bastante para concretizar o Avaí na Série B. Agora, estamos colocando o Leão na Série A, que é o lugar do time, temos dois jogos para isso – analisou Marquinhos.

    Com 328 jogos pelo Leão, e depois de ter conquistado títulos e acesso, M10 passa um ano muito especial.

    – A partir do momento que voltei a jogar, todo mundo abraçou a ideia de correr por mim, é um ano especial. Na nossa profissão só tem lugar para vencedores, não adianta nada não conquistar o acesso. Só tenho a agradecer todo mundo que me ajudou na recuperação para fazer aquilo que eu sei, que é jogar futebol – completou o ídolo.

    Aos 35 anos, Marquinhos pode levar o Leão à elite e voltar a jogar na Primeira Divisão:

    – Eu quero jogar no ano que vem, tenho contrato até o final do ano. Quero jogar Série A ou Série B, mas ainda não podemos concretizar nada. Temos uma ótima possibilidade, mas não está concretizado. Em 2013, era mais tranquilo até do que nesse ano e não subimos. Esse grupo tem essa tranquilidade, sabemos que não temos um supertime. Ninguém pode descansar, nosso pensamento é esse e que todo mundo possa, tomara, desfrutar a Série A – finalizou o Galego.

    M10 no Leão

    328 jogos

    144 vitórias

    107 derrotas

    77 empates

    85 gols

    5º maior artilheiro da historia do clube

    Vice-artilheiro da Ressacada, com 55 gols

    "Clima está maravilhoso", diz capitão antes de jogo decisivo contra o Londrina

    Betão é poupado no treino desta quarta, mas joga pelo Avaí contra o Londrina

    Luan dá a receita para voltar de Londrina com acesso: "Jogar com inteligência"

    Atuando juntos, Fábio Sanches e Betão nunca sofreram derrota na Série B

    Artilheiro do Avaí na Série B, Romulo volta a marcar e chega aos 11 gols

    Confira a tabela da Série B

    Leia mais notícias sobre o Avaí

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas