nsc
    dc

    Tragédia

    Medalhista em Parapan-Americano, ciclista morre atropelado por caminhão em São José

    Acidente com atleta do Avaí ocorreu nesta sexta-feira, na marginal da BR-101

    03/05/2019 - 14h55 - Atualizada em: 03/05/2019 - 16h59

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação DC
    Edson Luiz de Rezende
    Edson Luiz de Rezende foi medalhista no Parapan de Toronto, no Canadá
    (Foto: )

    Edson Luiz de Rezende, de 33 anos, atleta do ciclismo da equipe do Avaí e medalhista em Parapan-Americano, morreu após ser atropelado por um caminhão nesta sexta-feira (3) na marginal da BR-101, km 202, região do trevo de Barreiros, em São José. Edinho, como era conhecido, estava em uma bicicleta de dois lugares (chamada de Tandem). O paratleta que estava com ele, Orides Lima, que é deficiente visual, sofreu ferimentos leves e não precisou ser encaminhado ao hospital.

    Edinho era atleta desde 2003, e há 15 anos morava na Grande Florianópolis, quando passou a competir pelo clube. Ano passado ele foi campeão estadual de ciclismo no individual categoria elite pela Avaí/FME Florianópolis, em competição com 17 etapas.

    Segundo Diones Chinelato, coordenador técnico do ciclismo do Avaí, o atleta costumava fazer o trajeto pela BR-101 para treinar. Pelo terceiro ano consecutivo, Edson Rezende disputava competições de paraciclismo pelo equipe do Avaí/São José.

    Com experiência de Copa do Mundo no currículo, ele (como guia) conquistou ao lado de Luciano da Rosa (deficiente visual) medalha de bronze nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, no Canadá, em 2015. O ciclista se preparava para o Parapan de Lima, no Peru, neste ano.

    No último fim de semana, Edson e Orides conquistaram a vitória na segunda etapa da Copa Brasil, em Brasília. Edinho esteve em 1º de maio, feriado do Dia do Trabalhador, acompanhando o Dia do Pedal, promovido pelo Sesc, e havia feito um percurso até Itapema naquele dia.

    O atleta tinha uma união estável com uma mulher há três anos. A família dele é de São Paulo.

    O velório ocorre na capela mortuária do bairro Itacorubi, em Florianópolis, e a cerimônia de cremação será na tarde de sábado, no Crematório Catarinense.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas