publicidade

Ceará

Médico que filmava abusos sexuais durante consultas diz à polícia que prática "virou um vício"

José Hilson de Paiva, prefeito afastado de Uruburetama (CE), segue preso pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude

22/07/2019 - 08h28

Compartilhe

Por GaúchaZH

Acusado de abusar sexualmente de pacientes durante consultas ginecológicas, o médico José Hilson de Paiva, prefeito afastado de Uruburetama (CE), confessou à polícia que fez filmagens durante 30 anos, mas disse que "parou há dois".

Preso desde sexta-feira (19), Paiva, de acordo com a delegada Joseanna Oliveira, disse que a prática de filmar os abusos "virou um vício". As informações foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo, neste domingo (21).

O médico segue preso pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. Ao menos 63 vídeos mostram Paiva abusando de pacientes em consultas. O material passará por perícia da polícia.

Na última semana, a Associação Cearense de Ginecologia informou que o médico não tem a especialidade ginecológica, apesar de ter atuado por 30 anos na área.

Deixe seu comentário:

publicidade