nsc

publicidade

Livre Mercado

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

29/12/2015 - 05h09

Compartilhe

Por Redação NSC

* O colunista Claudio Loetz está de férias e retorna ao trabalho no dia 11 de janeiro. Até lá, o espaço será ocupado pela jornalista Claudine Nunes.

No terceiro trimestre de 2015, o mercado imobiliário de prédios verticais em Joinville apresentou recuperação significativa. É o que mostra pesquisa encomendada pelo Sinduscon. Foram comercializadas 499 unidades, número 40% superior às 356 unidades vendidas no segundo trimestre.

De acordo com o Sinduscon, desde o primeiro trimestre do ano, ocorre um processo de recuperação das vendas. Foram colocados à venda no mercado R$ 110 milhões em produtos imobiliários, totalizando 654 unidades novas, distribuídas em sete lançamentos residenciais.

- No trimestre, foram vendidos R$ 148 milhões pelas empresas de Joinville, recuperando claramente o faturamento do setor - avaliou o presidente do Sinduscon, Vanderlei Buffon.

Os preços nominais do mercado imobiliário ficaram estáveis no terceiro trimestre do ano, com valorização residual de 0,7%, indica a pesquisa.

Nos imóveis de três dormitórios, a valorização no período foi mais expressiva, com crescimento de 2,2%. A disponibilidade sobre a oferta continua em torno a 30%, com uma oferta atual, entre imóveis prontos e em lançamentos, de aproximadamente 3 mil unidades novas em Joinville.

Claudio Loetz: Garten vai inaugurar 14 novas operações em Joinville

Lei Anticorrupção

Empresários e executivos de Joinville e região poderão debater e esclarecer dúvidas sobre a nova Lei Anticorrupção em evento realizado pela Deloitte, no dia 13 de janeiro, no Hotel Slaviero Slim, em Joinville. As vagas são limitadas e a inscrição deve ser confirmada até o dia 6 de janeiro pelo e-mail lurosario@deloitte.com ou pelo telefone (47) 3025-5155.

Natal 6% mais magro

As vendas na semana do Natal em Joinville acompanharam o cenário de queda nacional. Dados divulgados pela Serasa Experian nesta segunda-feira mostram que, de 18 a 24 de dezembro de 2015, as vendas do varejo caíram 6,4% em todo o País sobre a semana de 18 a 24 de dezembro de 2014. De acordo com os economistas da Serasa, este foi o pior desempenho desde a criação do indicador em 2003, e foi influenciado pela inflação e desemprego em alta, crediário caro, queda na renda real e no nível de confiança dos consumidores.

Impacto em Joinville

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Luiz Kunde, estima redução semelhante no volume de vendas natalinas em Joinville, algo em torno de 6%. Apesar de vender menos, o comércio esperava um baque bem maior, algo em torno de 25%. Esta foi a retração observada em outras datas importantes para comércio neste ano, como Dia das Mães e dos Pais.

Liquidação

As famosas liquidações pós-Natal já estão nas ruas. Em alguns estabelecimentos, elas continuam como uma extensão do Black Friday. Mas o consumidor que tiver paciência e condições de esperar mais um pouco, encontrará as melhores ofertas no início de fevereiro. Esse é o mês em que o comércio precisa liquidar seus estoques para receber as novas coleções de outono e inverno, que chegam no início do mês de março.

Deixe seu comentário:

publicidade